Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 06 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 05/12/2019
CENTERPLEX 05/12 A 11/12
SOLIDARIO2019
COLÉGIO PLENITUDE
CENTRO ONCOLÓGICO
Comercial Esperança
COLUNA

Padre Carmine

E-mail para contato: pecarmine@yahoo.com.br

Mogi, a Região e o Mundo Católico celebram a Festa do Divino Espírito Santo

07 JUN 2019 - 23h59
O Espírito de Deus ressuscitou Jesus dos mortos, glorificou a humanidade d’Ele e a revestiu de um corpo novo, glorioso e incorruptível.
Ao exaltar a corporeidade de Cristo ressuscitado, bem descrita nos Evangelhos, conforme a narração das aparições, Deus quis revelar que haverá também a glorificação do nosso corpo após a morte.
O Deus Criador, por ser um Espírito inacessível e difícil a ser reconhecido pelas criaturas terrestres na sua sublime perfeição, se fez homem para que através da sua existência aqui na terra, os homens pudessem conhecer a infinita bondade divina e se aproximar mais perto d’Ele, não como súditos, mas como filhos.
Era necessário também, que os homens se libertassem da escravidão do maligno, e Jesus que era Deus feito homem quis mostrar que era possível vencer o maligno e suas obras que levam à desordem, ao orgulho, à concupiscência, à avidez, à divisão, à maledicência, ao roubo e à violência.
Jesus ensinou que “Deus é Amor” (1João 4,8) e quer que nós também vivamos no amor e que pela ação do Espírito de Deus geremos frutos de “caridade, alegria, paz, paciência, bondade, benignidade, mansidão, fidelidade, modéstia e pureza de coração” ( Gl 5,22-23). A humanidade de Cristo, formada no ventre de Maria Santíssima, chegou a ser um reflexo da perfeição divina.
Aos homens, ainda aqui na terra, Deus concede a graça de se revestir do Espírito de Cristo, o Santo, o Defensor, o Consolador e o nosso Advogado.
Os Apóstolos que viviam com muita saudade de Cristo e com o qual tinham convivido durante 3 anos, foram revestidos do Espírito de Cristo e movidos pela ação do Espírito Divino abraçaram a causa do Reino e o anúncio da Boa Nova.
O Espírito Santo do Senhor os encheu de vida, de coragem, de alegria para agir como Jesus agia e serem apóstolos como Jesus queria.
No Antigo Testamento, ação de Deus no meio do povo de Israel era sinalizada com elementos naturais como: sopro, vento, nuvem, luz, pomba, fogo e mão estendida.
Diz o Livro do Êxodo: “O povo caminhava no deserto protegido durante o dia por uma coluna de nuvem, para guia-los no caminho e, de noite por uma coluna de fogo, para iluminá-los, e assim podiam caminhar dia e noite”. 
Hoje é o Espírito Santo que nos acompanha de dia e de noite e se nos deixarmos guiar por Ele, com certeza conseguiremos mais vitórias.
Em Mogi das Cruzes a Festa do Divino Espírito Santo é antiga, mobiliza toda a cidade durante nove dias e termina com a festa de Pentecostes.
Se alimenta de símbolos e de rituais, enriquecidos por meio da religiosidade popular.
A festa é vivida e celebrada com muita fé e aproxima centenas e centenas de fiéis a Cristo e à Igreja. Outros municípios da Região comemoram a Festa do Divino, seguindo os benditos ritos da alvorada, da novena, das rezadeiras, do Império do Divino com os seus sub-impérios. Em Suzano a Festa do Divino Espírito Santo é comemorada em Jd. Imperador e no bairro do Raffo. Foi Pe. Bernardo Murphy que, ao fundar as duas Comunidades, dedicou as Igrejas ao Divino Espírito Santo. 
PMMC NATAL SORRISOS 2019
SOLIDARIO2019
EPAMINONDAS ADVOGADOS
BANNER APS DESKTOP

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias