Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 24 de junho de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/06/2019
Governo do Estado - Feminicídio
PMMC AGASALHO
PMMC JUNHO VERDE
COLUNA

Jorge Lordello

delegado e escritor

Não contamine as pessoas ao seu redor com desesperanças

07 MAI 2019 - 23h59
O filho mais velho, que muito ajudava no sustento da família, fora demitido em razão da crise. A única fonte de renda passou a ser os trabalhos de costura realizados pela mãe, que era viúva há muitos anos. Em razão de tanta preocupação e estresse, a mulher adoeceu e não podia mais costurar. Não demorou muito para a luz, e pouco tempo depois também a água, ser cortada. A subsistência da família passou a depender somente da horta plantada no quintal. Certo dia, a caçula da família veio saltitante do colégio e disse: "A professora pediu que amanhã todos os alunos levem alguma coisa para dar aos pobres". 
A mãe começou a esbravejar: "Cale a boca, não conheço ninguém mais pobre do que nós!" Mas a vovó, que também morava na humilde casa, fez o seguinte comentário: "Se você passar para uma criança com essa idade a ideia de que ela é "pobre", ela será "pobre" o resto da vida. Sobrou um pouco daquela geleia caseira"; e em seguida, a idosa pegou um pedaço de papel de seda e uma fita cor-de-rosa e embrulhou o pote. No dia seguinte, a menina saiu feliz e orgulhosa levando para a escola seu presente para os mais carentes. Amigo leitor, não adianta ser parte do problema; o ideal, é ser parte da solução. Reclamar, lamuriar e focar naquilo que não se quer, não leva a lugar algum, muito pelo contrário, aumenta o sofrimento e contamina quem está ao redor. Quando vejo uma criança numa esquina pedindo esmolas, atendendo ordem dos pais, fico triste, pois aquele ser em formação está aprendendo apenas a pedir migalhas. A tendência, é repetir essa atitude para o resto da vida.
Espaço da Gula2
ALLIANCE
ALLIANCE
PMMC AGASALHO

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias