Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 18 de novembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 16/11/2019
PMMC SEGURANÇA
CENTRO ONCOLÓGICO
Pmmc Refis 2019
COLEGIO CETES 15/10 A 15/01/20
PMMC MIGO
COLUNA

Suami Paula de Azevedo

É escritor, responsável pela Mirambava Editora, palestrante e professor universitário. E-mail: suamiazevedo@uol.com.br

Nossa Senhora!

26 ABR 2019 - 23h59
Triste exclamação! Em Paris, a Catedral de Notre Dame, de Nossa Senhora, pegou fogo, o que me tocou profunda familiar e pessoalmente. 
Nunca se imagina isso. Com o incêndio do Museu Nacional, no Rio de Janeiro, senti preocupação, tudo é possível. Uma desgraça imensa. No Museu foi falta de recursos e má gestão. E nenhum milionário ajudou. A Catedral estava em restauro, um acidente podia acontecer, como parece foi. Mas poderia ser um ato proposital? Nostradamus disse umas coisas assim para Paris. Possível? O futuro nos dirá.
A Catedral de Notre Dame é o local mais visitado no mundo inteiro, são cerca de 14 milhões de turistas por ano. Creio que nem temos um número desses em cidades do Brasil. Paris é um mundo especial. Vivi lá por cerca de cinco anos, já faz mais de quarenta anos, mas fica marcado dentro da gente. Visitei muito a Catedral. Era mais acessível. Hoje tem filas imensas. Cheguei a subir até o alto das torres, por uma escadinha de pedras bem estreitinha. Nem sei se isso ainda acontecia.
É parte da minha vida. Saí do meu País e fui a Paris aos vinte e poucos anos de idade. Fui muito bem recebido. Mesmo sofrendo saudades da minha terra, da minha família, dos meus amigos, aprendi a amar muito aquela parte do Velho Mundo. 
Não sabia quando voltaria, adequei-me àquela gente e àquele lugar. Era parte de mim também. Trabalhei e estudei lá. Aprendi muito. Tinha cursado Direito no Brasil. Lá, acabei mudando para Letras, e assim para o Magistério. Lá iniciei a lecionar, na Universidade Sorbonne. Mais tarde, no Brasil, permaneci no Magistério, ainda que tenha, por um tempo, retomado Direito, advogando. Na França nasceu meu primeiro filho, ele ia para a creche e nós, seus p ais, íamos para a Universidade, para o trabalho. 
Não parei de poetar, com toda certeza, bem ao contrário. Paris é uma cidade populosa, uns 2 milhões, em espaço pequeno. Ela é dividida em bairros, como se fosse um caracol, cada um com seu número. No Centro da cidade fica a Ile de la Cité (Ilha da Cidade), onde está a Catedral de Notre Dame, no meio do Rio Sena, que corta a Cidade. Muitas e muitas vezes fazia as minhas meditações, redigia meus poemas, estudava, em tranquilas praças, na época, próximas a Catedral. 
Na ponta oeste da Ilha, ficava num espaço bem calmo então (Vert-Galant), junto a Pont Neuf, a mais antiga de Paris, lugar onde foi executado o último Grão-Mestre dos Cavaleiros Templários, De Molay. Eu gostava também de outra praça, atrás da Catedral, que era igualmente tranquila. E na Margem Esquerda do Rio Sena fica a histórica Sorbonne, onde estudei e trabalhei.
A Catedral de Notre Dame levou seus 180 anos para ser concluída (1163-1345). Seguiu todas as regras para tornar-se um templo gótico. Foi erguida sob os modelos da alquimia, com seus 200 vitrais em cromoterapia, que acalma as energias. A frente volta-se a oeste e dirigindo-se ao altar vamos ao nascer do sol, ao nascimento. Todos que a construíram eram maçons operativos. Aquele espaço acalma, sim. 
Com certeza, será reaberto a todos. 
Pmmc Refis 2019
EPAMINONDAS ADVOGADOS
PMMC SEGURANÇA
Pmmc maternidade

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias