Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 10 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 09/12/2019
CENTERPLEX 05/12 A 11/12
Comercial Esperança
COLÉGIO PLENITUDE
CENTRO ONCOLÓGICO
COLEGIO CETES 15/10 A 15/01/20
COLUNA

Padre Carmine

E-mail para contato: pecarmine@yahoo.com.br

Roma, meta turística e religiosa de muitos peregrinos

15 AGO 2019 - 23h59
Na primeira semana de agosto, mais um grupo de peregrinos suzanenses foi para Roma. Não existe criatura na face da terra que não tenha ouvido falar de Roma. Da Roma Antiga, do Império romano, das Legiões romanas, dos Imperadores de Roma.
Nero e Diocleciano foram os imperadores mais sanguinários, causando injustiças e perseguições contra os cristãos.
Aos mártires de Roma, crucificados, queimados, decapitados ou jogados na boca dos leões, pelo fato de serem cristãos, devemos uma parcela importante da nossa fé.
A coragem em professar a fé em Cristo faz com que também nós tenhamos um pouco mais de coragem em viver fielmente o Evangelho de Cristo. Os ensinamentos de Cristo levaram muitas famílias nobres de Roma a deixar o paganismo e as falsas divindades como também a se recusar de renegar a própria fé em Cristo e por estes motivos também os romanos convertidos ao cristianismo sofriam o martírio.
Descobertos e denunciados eram obrigados a renegar a fé ou morrer.
Quanto ao sepultamento dos mortos há quem diz que nenhum cristão martirizado podia ser sepultado nos cemitérios públicos, mas também há quem diz que os cristãos não estavam de acordo com o costume de incinerar seus falecidos, por isso as famílias nobres pertencentes às comunidades cristãs, no lugar de incinerar seus mortos, escavavam no subsolo de suas casas, galerias largas um metro e meio e altas dois metros e nas paredes laterais escavavam covas retangulares ou também pequenas capelas. São as chamadas catacumbas, escavadas em vários lugares de Roma com galerias subterrâneas que se estendem por centenas de quilômetros.
As catacumbas onde foi sepultado São Sebastião têm um percurso debaixo da terra de 12 km.
No passado como também hoje, muitos grupos de suzaneses já visitaram ou melhor desceram a uma profundidade de mais de 12 metros para percorrer alguns quilômetros e conhecer os túmulos dos mártires ou as capelinhas onde os cristaõs se reuniam para rezar ou celebrar a Santa Missa.
No início de mês de agosto dois grupos de susanenses foram para Roma.
Sei que um grupo visitou as catacumbas porque eu estava com eles.
Se caminha no meio da desolação da terra escura, mas também do deleite da luz divina que envolve de luz a vida dos mártires e dos seguidores de Cristo, glorificando seus corpos celestes. No entanto a Roma Antiga não é somente isso. As catacumbas são apena uma parte mínima da peregrinação romana.
Escavando na Roma Antiga foi encontrado o túmulo de São Pedro e a primeira Capela construída no ano 300 pelo Imperador Constantino, onde atualmente se encontra a Basílica de São Pedro.
Também, onde São Paulo foi decapitado e depois sepultado foi encontrado o seu túmulo.
Roma Antiga foi gloriosa não somente pelo seu grande Império, mas sobretudo pelo corajoso testemunho dos mártires que conquistaram a maior glória no Reino de Deus. 
BANNER APS DESKTOP
EPAMINONDAS ADVOGADOS
PMMC NATAL SORRISOS 2019

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias