Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quinta 23 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/11/2017
mrv
COLUNA

Lorena Burger

Advogada

Suspensões e cassações de Carteiras de Habilitação

14 NOV 2017 - 05h00
Somos um povo bem tranquilo quanto ao cumprimento de leis e normas.
Sempre que a legislação sofre alguma alteração me vem à lembrança de meu pai dizendo que os políticos de má vontade levavam anos para elaborar alguma lei e, o povo rapidamente aprendia como burlar... E é assim que vejo a frequência com que ocorrem as suspensões do direito de dirigir veículo...
O motorista sem alternativa e muitas vezes não podendo renovar sua habilitação por ter em seu prontuário pontos relativos a inúmeras infrações acaba iniciando o cumprimento oficial da suspensão, entregando sua habilitação e se dispondo a fazer o curso de reciclagem, mas não deseja, de maneira nenhuma, abrir mão de continuar dirigindo seu veículo, sempre acreditando que vai burlar a lei e que não será surpreendido por nenhum policial em comandos pelas vias da cidade.
E lá vai ele durante todo o período da suspensão conduzir seu carro com tranquilidade, tanta tranquilidade que se esquece de que está suspenso e sem portar sua habilitação e, lógico tranquilamente comete outras infrações e não se preocupa com a pontuação que elas carregam...
Sequer se dão ao trabalho de ler sobre a transferência da pontuação, até porque alguns de fato não conduzem seus veículos enquanto suspensos, mas os emprestam para seus familiares que muitas vezes cometem infrações sem se preocupar com a situação do proprietário que de boa fé emprestou o veículo que estava parado, guardado e seguro em suas garagens.
As notificações de autuações chegam ou, às vezes, não chegam porque o veículo está registrado no endereço da antiga residência e nenhuma providência é tomada para que a pontuação seja conduzida para quem dirigia o carro e cometeu a infração.
Cumprem o período de suspensão e voltam à repartição de trânsito onde tomam posse de suas habilitações e saem com a sensação de missão cumprida. 
Muitos desses motoristas sentem vergonha da situação que enfrentaram e passam a ser zelosos quando dirigem novamente seus veículos, mas uma grande maioria sequer lembra que cumpriu uma penalidade severa, até porque não deixaram de dirigir em nenhum momento e, sempre deixando de respeitar as várias normas de trânsito, dirigem sem usar o cinto, falando ao celular, em velocidade superior aquela estabelecida, com som alto e tantas outras que logo já está novamente na lista para cumprimento de nova suspensão, que vê com a maior naturalidade, porque acredita que sempre sairá ileso e não será pego de surpresa, afinal lei... Ora lei!
Muitos são surpreendidos pelas notificações de cassação e aí se desesperam, pois, percebem que atualmente as leis estão sendo feitas para ser cumpridas e que não há jeitinho que resolva o problema, que não importa há quanto tempo é habilitado... Terá que esperar longos dois anos para ingressar numa autoescola e iniciar todo procedimento para se habilitar novamente...
O trânsito é mais letal que armas de fogo, mata mais que muitas guerras, e sua atual rigidez tem o intuito de mudar essa situação... Oxalá, todos compreendam isso e respeitem mais essa legislação que pretende preservar vidas...
Sp Rio Fm

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias