Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quinta 26 de maio de 2022

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/05/2022
COLUNA

Sueli Barão

É evangélica, professora escreve aos domingos

Como você começa o dia?

23 JAN 2022 - 05h00


Já escrevi algumas vezes sobre o tema da gratidão. Mas esse é um tema sobre o qual sempre somos desafiados em nosso dia a dia. Uma amiga me contou nessa semana que, ao ligar para um familiar estimulando-o a ser grato pelas bênçãos recebidas, ouviu dele: "Mas como posso ser agradecido a Deus passando por tantas lutas?" Esse é o pensamento da maioria das pessoas. Parece que quando passamos por lutas, que fazem parte da vida, não há razão para agradecermos a Deus. Quando Cristo habita de fato em nossos corações somos agradecidos a Deus pelo que somos e temos. Pode parecer que os outros têm mais do que nós, não importa. Quem vê fotos não vê todos os fatos. A foto é um recorte de um contexto de realidade. Todos nós temos problemas; alguns, graves e difíceis. Jesus, em sua vida terrena, passou por problemas como todos nós - teve conflitos com familiares, com religiosos e autoridades, foi incompreendido, mal interpretado, estigmatizado, sofreu preconceito, foi rejeitado, traído, sentiu-se abandonado, foi morto de forma cruel. Mas Jesus sempre começava as suas orações dando graças a Deus, o Pai! Vamos olhar para nós mesmos - como começamos o nosso dia? Agradecendo a Deus em oração ou reclamando? Quando agradecemos, o dia corre diferente! Os problemas podem vir, mas a nossa disposição para enfrentá-los é diferente. Você é do time dos agradecidos, ou dos que vivem reclamando? É importante no nosso dia a dia exercitarmos a gratidão. Comece o dia agradecendo a Deus pela vida, quer ela esteja boa ou ruim, na sua perspectiva. Se você estiver bem de saúde, agradeça. E, se você estiver em um leito de hospital, também agradeça. Seja agradecido pelas coisas simples e tão importantes da vida! Veja beleza nas pessoas, nas coisas. Seja grato pelo seu trabalho, pela provisão diária que Deus te dá. Pode ser um trabalho com dificuldades como qualquer outro; porém, é a forma que Deus providenciou para que você tivesse provisão. Alegre-se com os que se alegram e chore com os que choram. Que a conquista do próximo te deixe feliz! Se você fizer um inventário de sua vida, verá que é muito abençoado! Evite comparações! Peça a Deus que lhe dê um coração mais agradecido!
As lamúrias não agradam a Deus. Reclamações contínuas, azedumes, trazem um clima ruim para o ambiente e para nós mesmos. Há pessoas que nunca se sentem satisfeitas, felizes, agradecidas. Sempre há motivo para alguma reclamação. Em Números 14:1-23, o comportamento lamurioso dos hebreus esgotou a paciência de Deus. Eles estavam no deserto, rumo à Terra Prometida. Não era uma situação confortável, é verdade! No entanto, não faltavam ao povo a provisão e o cuidado de Deus! Mas eles estavam acostumados com o relativo conforto da escravidão - eram explorados diariamente, sofriam humilhações e açoites; não obstante, tinham saudades das carnes aceboladas, dos pepinos e melões do Egito. Aquele povo tinha sido chamado para viver a liberdade, a excelência, o melhor de Deus. Mas não estava disposto a pagar o preço. Como é fácil culpar os outros, quando as coisas não estão dando certo para nós! As palavras proferidas revelavam loucura: "Quem dera tivéssemos morrido no Egito! Ou neste deserto! Por que o Senhor está nos trazendo para essa terra? Só para nos deixar cair à espada? Não seria melhor voltar para o Egito? Escolheremos um chefe e voltaremos para o Egito!" (Números 14:1-4) E, como se não bastasse isso, ameaçavam apedrejar os líderes. O povo se rebelou e se encheu de ressentimento, beirando a loucura. Um coração ingrato e lamurioso pode fazer loucuras. Felizmente, havia um quarteto fantástico que agiu na hora certa. Eram Moisés, Arão, Josué e Calebe. Esses homens mostraram ao povo e a nós o que fazer, quando enfrentamos um grupo de murmuradores. Eles se prostraram diante de Deus em arrependimento, intercedendo pelo povo e buscando o perdão de Deus. (Números 14:5-6) Então - "Sejamos agradecidos!" (Colossenses 3:15); "Vamos dar graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para nós, em Cristo Jesus". (I Tessalonicenses 5:18)

Umc

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias