Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 15 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/12/2019
PMMC DENGUE

Batuíra abre comemorações de 115 anos com exposição fotográfica

Mostra apresenta fotos antigas de todos os tempos que ajudam a contar a história da instituição de Poá

Por de Poá25 NOV 2019 - 20h45
Serviço Social Batuíra, em Poá, inicia nesta quarta-feira, 27, a partir das 19h30, as comemorações dos 115 anos de fundaçãoFoto: Divulgação/Batuíra
O Serviço Social Batuíra, em Poá, inicia nesta quarta-feira, 27, a partir das 19h30, as comemorações dos 115 anos de fundação e para começar as atividades de aniversário haverá uma exposição fotográfica que reúne imagens antigas que ajudam a contar a história da instituição. Para esta abertura, o professor e historiador Adilson Ribas Ramos fará uma palestra com o tema ‘A Cidade de Poá e o Centenário do Distrito de Paz’. A entrada é gratuita e será pelo Salão de Festas. a classificação indicativa é livre para todos os públicos.
 
Para esta exposição, o Batuíra contou com o auxílio do jornalista Silvio de Carvalho Filho para o trabalho de pesquisa e seleção das imagens. Segundo os organizadores da mostra serão cerca de 80 fotografias, a maioria em preto e branco que reúne fotos de todos os tempos da história da instituição. O público poderá conferir durante a exposição, imagens que também retratam a história da cidade de Poá, que se mistura com a da própria entidade. Além deste acervo, o educador e fotógrafo William Ferro irá apresentar produções feitas pelos adolescentes do Batuíra que mostram a entidade nos dias atuais.
 
A presença de Ramos visa contribuir com o conhecimento sobre a história da cidade. O professor é conhecido como um dos principais historiadores do município, tendo diversas obras acadêmicas realizadas com esta finalidade. Em 3 de dezembro de 1919, a antiga Vila Nossa Senhora de Lourdes se tornou Distrito de Paz, pela Lei nº 1.674, tendo sido instalado em 17 de março de 1920. Esta medida foi um passo importante para anos mais tarde, os cidadãos poaense requererem a emancipação político-administrativa.
 
Histórico
 
‘Batuíra’, com sua intensidade e condição de aproximar pessoas e as suas causas, homem abolicionista e escritor, acolhia os escravos e lutava pela liberdade dos mesmos, assim como acolhia famílias, crianças e idosos. Em 1933, após seu falecimento, Maria Jannoni Novazzi começou a prestar serviços junto à instituição como secretária e, em seguida, como administradora e presidente, retomando os serviços assistenciais que se desdobraram em alguns municípios do estado de São Paulo. 
 
Em Poá, os trabalhos iniciaram no dia 15 de novembro de 1939 com o ‘Abrigo Batuíra’ que acolhia crianças e adolescentes advindos da fragilidade e pauperização daquela sociedade.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias