Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 24 de novembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/11/2020
PMMC NOVEMBRO AZUL
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC MULTI 2020 NOV
Carnaval em Mogi

Vila Industrial é tricampeã do Carnaval de Mogi das Cruzes

Apuração e divulgação das notas, anúncio da campeã e entrega de troféus foram realizados no Centro Cultural de Mogi das Cruzes

Por De Mogi24 FEV 2020 - 14h00
A agremiação chega ao tricampeonato ao repetir os feitos das duas disputas anteriores (2019 e 2016)Foto: Ney Sarmento/PMMC

Com nota máxima em praticamente todos os quesitos, o Grêmio Recreativo e Escola de Samba Unidos da Vila Industrial conquistou, na manhã desta segunda-feira (24/02), o título de campeã do Grupo Especial do Carnaval Mogi das Cruzes 2020. A agremiação chega ao tricampeonato ao repetir os feitos das duas disputas anteriores (2019 e 2016).

A apuração e divulgação das notas, o anúncio da campeã e a entrega de troféus foram realizados no Centro Cultural de Mogi das Cruzes. A Vila Industrial obteve 179,9 pontos. Em segundo lugar ficou a Acadêmicos do São João, com 177,7; seguida da Estação 1ª de Brás Cubas (171,1) e Acadêmicos da Fiel (162,4).

A Guerreiras de Fogo fez 171 pontos. A escola desfilou pelo grupo de retorno, que contempla agremiações que não participaram da edição anterior da festividade, mas que desejavam retornar ao Carnaval em 2020.

Com o enredo “O Canto das Três Raças”, a Vila Industrial fez uma leitura das três raças predominantes no Brasil, que são os índios, brancos e negros, e mostrou a influência delas no aspecto físico do brasileiro e também na arte, cultura, fé, caráter, além das lutas cívicas por direitos.

O objetivo, segundo a agremiação, foi recontar um pouco da história da formação do povo brasileiro, além de destacar o direito à liberdade e às mais diversas manifestações.

“Este foi um dos carnavais mais bonitos que já tivemos na cidade. Agradeço o trabalho de vocês. Parabéns a todas as agremiações, que entenderam a proposta da Prefeitura de fortalecer o diálogo com a comunidade. Fomentem o retorno das escolas antigas, estimulem a formação de blocos, o carnaval de rua, que foi fortalecido pelo prefeito Marcus Melo”, afirmou o secretário municipal de Cultura e Turismo, Mateus Sartori, ao final da apuração.

“Parabéns à Vila Industrial, muito mais pelo trabalho do que pelo prêmio. A escola fez um desfile belíssimo, com um carro alegórico que talvez seja o maior já visto no carnaval de Mogi das Cruzes e construiu um excelente trabalho com a comunidade”, completou Sartori, ressaltando o fato de que não foi registrada, na área dos desfiles, nenhuma ocorrência policial ou de socorro para atendimento de saúde.

Público de 12 mil pessoas prestigia o desfile das escolas de samba na Avenida Cívica

As escolas de samba animaram o público que compareceu à Avenida Cívica no domingo (23/02), no Carnaval Mogi das Cruzes 2020. Com uma boa estrutura para as pessoas e segurança reforçada nas imediações, o desfile transcorreu com muita alegria e animação, em um clima familiar e com total tranquilidade. A Secretaria Municipal de Segurança calculou um público de 12 mil pessoas presentes na avenida.

O prefeito Marcus Melo acompanhou o desfile ao lado da presidente do Fundo Social de Solidariedade, Karin Melo. Eles percorreram o espaço reservado ao público e conversaram com os mogianos que foram à Avenida Cívica: “É um Carnaval bem organizado, com segurança e desfiles que animam as pessoas todas as idades, desde as crianças até os jovens, os adultos e os idosos. É o Carnaval da família mogiana”, disse Melo. O secretário municipal de Cultura, Mateus Sartori, coordenou o desfile.

O investimento da Prefeitura de Mogi das Cruzes no Carnaval 2020 foi de R$ 324 mil, incluindo a infraestrutura e demais itens da Avenida Cívica, incluindo os repasses para as escolas de samba e também o apoio ao Carnaval de Rua.

Desfile

A programação de domingo começou com o Bloco 60 Mais, que animou o público com marchinhas tradicionais de Carnaval. Em seguida, abrindo os desfiles, veio a escola de samba Guerreiras de Fogo, que abordou a cultura e a arte nordestinas na passarela, com o enredo “Não troco meu oxente pelo ok dessa gente”. A agremiação fez referências ao cangaço, aos trabalhos artesanais, à literatura de cordel, ao afoxé, ao candomblé, ao maracatu, ao frevo, à vaquejada e à festa junina.

A segunda escola a se apresentar na Avenida Cívica foi a Acadêmicos da Fiel, com o enredo “Saúde: um bem comum que necessita de educação para sua promoção e prevenção”. A importância da prevenção, as políticas públicas para o setor, a saúde nas escolas e as campanhas de prevenção foram alguns dos temas mencionados, com destaque para uma ala dedicada ao personagem Zé Gotinha.

A Unidos da Vila Industrial trouxe o enredo “O Canto das Três Raças” para a Avenida Cívica, com uma leitura das três raças predominantes no Brasil - os brancos, negros e índios. A agremiação mostrou a influência da miscigenação no aspecto físico do brasileiro e também na arte, na cultura, na fé, além das lutas cívicas por direitos. A tradicional escola recontou um pouco da história da formação do povo brasileiro, além de destacar o direito à liberdade e às mais diversas manifestações

Uma homenagem a Leonardo da Vinci marcou o desfile da Acadêmicos do São João. A escola mostrou toda a genialidade de da Vinci, destacando as mudanças culturais que ocorreram entre os séculos XIII e XVII, desde as pesquisas científicas proibidas até o momento em que os sonhos e a liberdade de criar voltaram à cena, tendo Leonardo da Vinci e suas obras como um dos ápices.

Finalizando o desfile de domingo, a Estação 1ª de Brás Cubas falou sobre o tema “Romaria Negra, no Altar do Tempo: a Procissão da Vida”. O enredo abordou a raça negra e as matrizes africanas, mostrando aspectos como a fé, a dança, os louvores e os cantos, enaltecendo as virtudes do povo africano, as injustiças do tempo de escravidão e os importantes valores por eles trazidos e incorporados à cultura do povo brasileiro.

O chefe de gabinete e ouvidor geral, Romildo Campello, e os secretários Paulo Roberto Madureira Sales (Segurança), Dirceu Lorena de Meira (Serviços Urbanos), Clóvis da Silva Hatiw Lú Jr. (Finanças), Marcos Regueiro (Gestão) e Glauco Luiz Silva (diretor-geral do Semae) também prestigiaram o desfile, além dos vereadores Marcos Furlan e Protássio Nogueira.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias