Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 29 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 29/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
ÚNICCO POÁ
SOUZA ARAUJO
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo

Bandidos explodem caixa eletrônico de empresa

17 OUT 2015 - 08h01

Uma quadrilha explodiu um caixa eletrônico, na madrugada de ontem, instalado na indústria de laminados Formica-Formiline, situada na Estrada Portão da Honda, no Jardim Revista, em Suzano. A Polícia Civil disse que o carro usado no roubo foi abandonado no bairro Rio Abaixo. No veículo, a polícia localizou ponteiros metálicos, equipamentos de segurança, picareta, roupas, tocas ninja e a quantia de R$ 27,1 mil.

A invasão à empresa aconteceu depois que um caminhão de produtos alimentícios sair do local, às 3h20. Um Volkswagen Kombi entrou em alta velocidade e os assaltantes desceram, agindo de forma rápida e distribuída. Um criminoso armado com pistola rendeu o vigilante e o manteve refém na guarita enquanto ao menos seis comparsas se dirigiram até o caixa eletrônico, quebrando o vidro e instalando uma banana de dinamite. Os bandidos ainda tentaram abrir outro caixa eletrônico, mas por não conseguirem, optaram por detonar o artefato do primeiro dispositivo.

A quadrilha demorou 10 minutos para concluir o roubo e fugir levando toda a quantia em dinheiro. A Polícia Militar (PM) conseguiu chegar na empresa cinco minutos depois que os bandidos fugiram. Contudo, não conseguiu localizá-los. As rondas na região ao crime resultaram na localização da Kombi que estava com um montante de dinheiro e objetos usados para abrir o caixa eletrônico.

As únicas testemunhas do crime disseram à polícia que um carro escuro (não especificaram modelo) também participou da invasão. As filmagens das câmeras de vigilância da empresa deverão ser analisadas para que, desta forma, os autores possam ser identificados e o veículo citado seja encontrado.

Um responsável do Banco Bradesco prestou depoimento e disse que não saber o valor exato que foi levado e, portanto, não pode especificá-lo. A quantia apreendida foi entregue à agência.

O crime segue sob investigação do Setor de Investigações Gerais (SIG) de Mogi das Cruzes. O departamento é responsável pelas investigações ao crime organizado e/ou quadrilhas especializadas em diversos delitos: roubo a cargas, narcotráfico, entre outros.

A ocorrência foi registrada na Delegacia do Boa Vista como roubo a estabelecimento comercial e localização/ apreensão de veículo.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias