Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 29 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 29/10/2020
Pmmc Sarampo Outubro
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID VERDE
Pms Coronavírus - Fase Verde
PMMC OUT ROSA

Borges: Prefeitura estuda possibilidade de remunerar funcionários da Cruma

04 FEV 2016 - 07h00

 O prefeito de Poá, Marcos Borges (PSS), anunciou na manhã de ontem, durante lançamento da Campanha "Renascer das Cinzas - Cruma Conte Comigo", a possibilidade de a Prefeitura remunerar os trabalhadores da Cooperativa de Reciclagem Unidos pelo Meio Ambiente (Cruma) e a reserva de uma área municipal para futura construção da sede do grupo. Segundo ele, os primeiros pedidos da direção da unidade já estão sendo atendidos.

A ação para reestruturação da cooperativa foi lançada às 10 horas. Durante o discurso de apresentação do vídeo que circulará pelas redes sociais do País e Nova York, o diretor Roberto Rocha disse que foram 20 anos de luta perdidos em três horas de incêndio. "Ainda aguardamos uma posição da Prefeitura, mas por meio da campanha coletiva vamos apresentar a força do Cruma. Queremos retomar o mais rápido possível os trabalhos da cooperativa. Hoje contamos com parceiros que podem nos ajudar e faremos o possível para que a sede seja reconstruída e, se possível, no novo espaço", explica.

Em seguida, Borges discursou sobre a importância do trabalho dos catadores para o município. Logo após garantiu apoio da Prefeitura. "Já pedi uma análise do jurídico para ver como podemos remunerar os trabalhadores do Cruma. Queremos tratá-los igual aos trabalhadores da coleta de lixo. Para isso precisaremos redistribuir o orçamento".

Borges detalha que aguarda a apresentação de um projeto por parte da cooperativa para construção da unidade em uma área cedida pela Prefeitura, na Avenida João Peckny. "Hoje temos uma área onde pode acontecer a construção da nova sede mais elaborada e adequada, mas aguardamos o projeto. Queremos que este espaço atenda as necessidades do grupo e aumente a produtividade".

Sobre a oferta de um caminhão para o recolhimento de materiais recicláveis nas casas de Poá, o prefeito adianta que ainda aguarda posicionamento de técnicos da administração. Vale destacar que, após o incêndio, os trabalhos da Cruma foram reduzidos. Para se ter uma ideia o número de bairros atendidos passou de 20 para três e o número de trabalhadores, de 70 para 20.

CAMPANHA

A ação "Renascer das Cinzas - Cruma Conte Comigo" pede auxílio da população e empresas com apoio de donativos e materiais recicláveis.

"Quem puder doar qualquer quantia será de grande valia para nós. E as indústrias que puderem nos enviar recicláveis também nos ajudarão muito", finaliza o presidente da Cruma, Wilson Secario.

As doações podem ser feitas por meio do Banco do Brasil, agência 2466 - x, c/c 29.605 - 8, depósito identificado. Quem não puder ajudar com dinheiro, mas tiver recicláveis também deve entrar em contato com a cooperativa, que aceita também materiais para construção. Também estiveram no evento vereadores e representantes de diversas cooperativas de catadores do Estado e Alto Tietê.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias