Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 01 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 01/10/2020
ÚNICCO POÁ
SOUZA ARAUJO
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Corregedoria prende três policiais em Mogi

21 ABR 2016 - 08h01

Três policiais civis foram presos pela Corregedoria da Polícia Civil na terça-feira à noite, em Mogi das Cruzes. Eles pertencem à Seccional da cidade, que atende a região. A informação foi confirmada ontem pelo delegado assistente Julio Vaz. “Não tenho informações precisas, mas realmente houve esta prisão”, relatou.

O delegado não pôde fornecer detalhes precisos sobre o motivo da prisão, uma vez que tudo foi feito pela corregedoria da corporação. “Todos os atos foram realizados pela Corregedoria da Capital”, acrescentou.

Vaz explicou que as prisões tiveram a participação da Promotoria de Justiça de Mogi. “O que posso afirmar é que a promotoria solicitou apoio, tendo em vista que era para conduzir os policiais à Capital”.

Ele também comentou sobre as especulações em volta do caso. “Uns falaram que foi carga de cigarros, mas não é nada disto. Acredito que possa ter relação com a fiscalização de cigarros”, disse.

Sobre o pedido da promotoria de Mogi, o delegado reiterou não ter sido informado de detalhes a respeito do caso, pois apenas foi comunicado sobre o apoio para a condução. “Efetivamente houve a prisão deles feita pela Corregedoria e com solicitação da Promotoria de Mogi”, contou.

“Ainda aguardamos mais informações sobre tudo, até mesmo o crime que eles responderão. Os detalhes ainda vão ser passados ou pelos promotores de Justiça ou policiais da Corregedoria da Capital”, enfatizou Vaz.

O delegado finalizou dizendo que aguarda a comunicação e que não há previsão e que ainda poderia ser enviada ontem. “Aguardaremos, a comunicação sobre as prisões. Pode ser feita hoje (ontem), mas não tenho como confirmar isto agora”.

INFORMAÇÕES

A reportagem solicitou informações sobre o caso à Secretaria de Segurança Pública (SSP) e ao Ministério Público (PM) da Capital. No entanto, não obteve retorno até o fechamento desta matéria.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias