Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 27 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo
ÚNICCO POÁ

Costureira é presa com dinheiro falso e será investigada por aborto

03 SET 2016 - 08h01

Uma costureira de 61 anos foi detida quinta-feira depois de tentar pagar um posto de gasolina com uma nota de R$ 100 falsa, em Mogi das Cruzes. Na ocasião, dez cédulas foram entregues à ela depois de ter feito um aborto em uma jovem de 19 anos, em Biritiba Mirim no mesmo dia. Por volta das 17 horas, a mulher parou em um posto de gasolina na Avenida Vereador Narciso Yague Guimarães, e abasteceu 13 litros de gasolina, que totalizaram R$ 50. Para o pagamento, ela entregou à funcionária do posto uma das notas, a qual foi comprovada ser falsa, pois o cofre do posto tem um mecanismo que identifica cédulas falsificadas. Para pagar a gasolina, ela usou uma nota de R$ 20, verdadeira, e pagou mais R$ 10, por meio de um cartão de débito. Ainda assim, ficou pendente o pagamento de R$ 20 reais.

ABORTO

A costureira contou à polícia que recebeu as notas de uma gestante para quem fez um aborto na tarde de quinta- feira, em um sítio localizado no município de Biritiba Mirim. Ela, reside em Osasco e esteve na cidade apenas para a prática abortiva. A jovem de 19 anos que abortou, revelou à mulher que recebeu o dinheiro do namorado. O aborto, era composto por aplicar no útero, ervas e vinagre, para a expulsão do feto, que teria apenas três meses. A PM encontrou dentro do carro da costureira materiais usados para aborto em uma sacola de lona. Ela foi presa e está na Cadeia Pública Feminina de Poá.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias