Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 25 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo
PMMC COVID SAÚDE

Incêndio destrói três barracos e deixa 10 pessoas desabrigadas na Comunidade São João

02 FEV 2016 - 07h01

Um incêndio destruiu três barracos e deixou dez pessoas desabrigadas na comunidade São João, em Ferraz de Vasconcelos. O fogo atingiu os barracos de número 18 e 19 da Viela Maceió e teve início por volta das 16 horas da tarde de domingo. Um terceiro barraco que estava em construção também foi atingido. Ao todo, moravam no local dois homens, duas mulheres e seis crianças com idade entre 6 meses e 5 anos. As duas famílias perderam tudo. Entre os pertences estavam geladeiras, fogões, televisores, roupas e alimentos.

Ainda não se sabe as causas exatas do incidente, mas moradores relataram que o início pode ter sido um curto circuito. Graças à ação dos próprios residentes dos barracos e de pessoas que passavam pelo local, as chamas foram contidas rapidamente e ninguém ficou ferido.

Duas unidades do corpo de bombeiros, uma de Ferraz e outra do Itaim Paulista, estiveram no local, mas o fogo já havia sido controlado.

No início do incêndio, apenas duas pessoas ocupavam os barracos. Jeferson Macena da Silva, 21 anos, e sua filha, de 2. "Tinha acabado de fazer um serviço e estava deitado com minha filha quando vi a fumaça entrando pelo vão da parede. Sai correndo para levar ela para fora e chamar ajuda, quando voltei o fogo já estava alto", falou um dos moradores.

Ainda segundo moradores da região, cerca de 50 pessoas ajudaram a apagar o incêndio. A água suja de um córrego que fica a aproximadamente 10 metros do foco foi usada pra controlar o fogo. "Na hora do desespero foi uma união total. Foi aparecendo balde e formamos um cordão. Um ia tirando a água do córrego e ia passando adiante. Se não fosse isso, o fogo teria se alastrado para outros barracos", disse Altamir Santos, 23 anos, morador de outro barraco destruído.

Ambos moradores reclamam que não receberam nenhum tipo de apoio da Prefeitura local. Segundo eles, no dia do incêndio, o Corpo de Bombeiros ligou para a Defesa Civil de Ferraz. Porém, até ontem ninguém havia prestado nenhum tipo de auxílio.

Tanto a Defesa Civil como a Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos foram procurados pela reportagem do DS, mas não responderam até o fechamento desta edição.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias