Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 29 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 29/09/2020
SOUZA ARAUJO
ÚNICCO POÁ
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo

Mais de 600 motoristas da região têm suspensão da CNH por embriaguez

05 MAR 2016 - 20h53

O Alto Tietê registrou 689 motoristas com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa devido à direção sob embriaguez em 2015. A informação foi divulgada pelo Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP). Após a suspensão, o motorista fica proibido de dirigir até a regularização da habilitação. As cidades que mais registraram condutores com a carteira suspensa no último ano são Mogi das Cruzes, Suzano e Itaquaquecetuba.

Desde número, 35% são apenas de Mogi das Cruzes, que registrou 242 casos de motoristas flagrados na direção sob efeito álcool. Suzano é a segunda com mais notificações sobre o assunto, com 120 carteiras suspensas. Em terceiro lugar ficou Itaquaquecetuba, com 96 registros. Nos municípios com notificações (veja na tabela), Biritiba Mirim é a que registrou menos casos envolvendo motoristas embriagados.

É importante levar em consideração que Biritiba é a cidade com menor número habitacional da região, ao contrário de Mogi, Suzano e Itaquaquecetuba, o que influência o baixo índice. O DS questionou ao Detran sobre o número de suspensões no ano de 2014 para realizar a comparação, mas o órgão não divulgou o dado.

Dirigir sob embriaguez gera multa gravíssima de R$ 1.915,40 e 20 pontos na carteira, além da suspensão da carteira. Com até 0,33 miligramas de álcool no sangue, o condutor tem direito de defesa do processo administrativo para suspender a carteira. Após receber a notificação, o motorista pode se defender nas seguintes instâncias: Defesa prévia ao setor de pontuação do Detran, recurso em 1ª instância à Junta Administrativa de Recursos de Infrações (Jari) e recurso em 2ª instância ao Conselho Estadual de Trânsito (Cetran). A partir de 0,34 miligramas de álcool o condutor pode responder por crime de trânsito.

O processo de suspensão só pode ser concluído depois de julgada a decisão administrativa. Ou seja, quando for julgado e o cidadão não recorrer ou quando não houver mais instâncias para recurso. Para voltar a dirigir após a suspensão o motorista deve apresentar o certificado de conclusão do curso de reciclagem.

De acordo com o Detran, estão sendo tomadas medidas para acelerar o processo de suspensão dos motoristas infratores. Como a implantação do Sistema Integrado de Multas (SIM), em 2014. Atualmente, o processo de suspensão é feito de forma eletrônica em todo o Estado. O sistema detecta automaticamente o condutor que somou ou ultrapassou 20 pontos na CNH, dentro de um período de 12 meses, ou que cometeu uma única infração gravíssima que por si só gera o processo de suspensão. O condutor é notificado por meio de correspondência.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias