Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 27 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/09/2020
ÚNICCO POÁ
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo

Operação ‘Demacro 01’ termina com 90 presos

23 OUT 2015 - 07h01

Uma megaoperação denominada “Demacro 01” resultou ontem na prisão de 90 pessoas e na apreensão de 16 adolescentes nos municípios que compõem o Alto Tietê. Uma extensão da operação também terminou com um comerciante, de 62 anos, preso na Vila Ema, Zona Leste da Capital. Ele vendia celulares roubados de lojas varejistas. Os comparsas agiam na região e em São Paulo. Com ele, 50 aparelhos, estimados em mais de R$ 100 mil, foram apreendidos.

O delegado Marcos Batalha, responsável pela Delegacia Seccional, conta que a operação teve como objetivo principal o combate a crimes contra o patrimônio público e o comércio de entorpecentes. “Os alvos principais foram quadrilhas que cometiam assaltos e traficantes na região”. Além disso, Batalha destaca que esta é a primeira vez que participa de uma mega operação realizada pelo Departamento de Polícia Judiciária da Macro São Paulo (Demacro). “No total, esta operação, que foi também realizada em nossa região, resultou em, aproximadamente, 700 pessoas presas na Grande São Paulo. É importantíssimo esses resultados, pois os criminosos podem migrar para o Alto Tietê e, assim, cometer vários tipos de crimes”.

Na região, os resultados são de: 90 pessoas presas - sendo 35 flagrantes; 55 foragidos da Justiça capturados; 16 adolescentes apreendidos; 11,5 quilos de entorpecentes entre maconha, crack e cocaína. Para o sucesso da operação, o delegado enfatiza que o profissionalismo dos policiais foi primordial. “Apenas concluímos estes resultados porque nossos 151 policiais divididos em 61 viaturas se dedicaram ao máximo e, desta forma, retiraram marginais que apresentem um perigo a sociedade”.

RECEPTADOR PRESO

Para Batalha, uma prisão foi importante para a região e Capital: a prisão de um receptador, de 62 anos, que revendia smartphones roubados de lojas de shopping. Ele era investigado há, aproximadamente, três meses pela polícia.

A suspeita da polícia é que os celulares sejam de um roubo que aconteceu na Capital. "Apenas com o número de identificação dos aparelhos confirmaremos se eram desta carga”, finalizou.

PRISÃO DE QUADRILHA

No início deste mês, a polícia prendeu uma quadrilha que agia na região e que poderia faturar quase R$ 2 milhões com esta modalidade.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias