Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Parte de muro desaba, atinge casas e 15 pessoas ficam desalojadas

01 AGO 2015 - 08h01

 Parte de um muro desabou ontem na Rua Domício Gama, no Parque Residencial Marengo, em Itaquaquecetuba, e deixou 15 pessoas desalojadas. Cinco casas foram interditadas pela Defesa Civil da cidade. A ocorrência foi registrada por volta das 12 horas. Segundo informações prévias, o muro desabou após um vazamento encharcar o solo e causar o deslizamento.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o incidente não teve vítimas. No entanto, cinco casas precisaram ser evacuadas por correrem riscos de serem atingidas por novos destroços do muro. Já a Prefeitura informou que as famílias serão atendidas pela Secretaria de Desenvolvimento Social e cadastradas pela Defesa Civil. "No momento ainda não foi definido se elas serão levadas para algum local ou se ficarão na casa de parentes".

Com a queda do muro na última casa da Domício da Gama, duas residências situadas na rua de baixo - Avenida Maria de Andrade -, e a casa vizinha foram interditadas. No final do dia, a Prefeitura afirmou que mais uma residência precisou ser bloqueada.

Segundo a vizinhança, a Domício da Gama estava sem água desde o início da manhã e um vazamento acontecia na via. Técnicos da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) foram acionados para atender o caso, mas, ao chegarem, o desabamento já havia acontecido.

Um funcionário da CTL, empresa terceirizada da Sabesp, revelou que uma mangueira preta estava furada e com muita água saindo. Ainda segundo ele, o vazamento ocorria há, provavelmente, três meses. O funcionário, que preferiu não se identificar, contou também que a mangueira preta é irregular e fora do padrão, uma vez que a Sabesp utiliza material azul.

Ele revelou, ainda, que a irregularidade teria provocado o desabamento, uma vez que encharcou o solo. "Fomos chamados para atender uma falta de água. Ao chegar aqui nos deparamos com o vazamento e com o muro que desmoronou. A mangueira preta se rompeu e agora estamos estancando o vazamento e fazendo o histórico para apresentar às autoridades".

Segundo alguns moradores, que também não quiseram se identificar, a casa que teve o muro desmoronado está em um local impróprio, uma vez que a rua que hoje é sem saída teria continuidade, mas foi fechada pela residência. "A rua foi fechada porque construíram a garagem e o muro na via".

SABESP

Em nota, a Sabesp informou que a queda “aconteceu devido a um vazamento de água na rede de distribuição local. A Sabesp está apurando as causas desse vazamento a fim de verificar se há alguma relação com ligação irregular. Caso a responsabilidade seja da Sabesp, a empresa fará os devidos ressarcimentos aos imóveis que foram afetados. A equipe da companhia realizou o reparo desse vazamento, que foi concluído por volta das 17h30 de hoje (ontem)”.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias