Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 27 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo
PMMC COVID SAÚDE
ÚNICCO POÁ

Urupês festeja 52 anos com ‘filme’ e homenagem ao colunista Carlos Nego

17 MAI 2016 - 08h01

Atletas e dirigentes receberam homenagens, na noite de sexta-feira, durante o lançamento de um documentário sobre os 52 anos da Associação Atlética Recreativa Esporte Clube Urupês, pela contribuição que prestaram ao clube ao longo de todos esses anos. O documentário emocionou a plateia que lotou o auditório da Faculdade Piaget para o evento. O vídeo apresentou depoimentos e imagens raras dos primeiros jogos e campeonatos disputados pelo time de futebol amador, que figura entre os mais antigos e tradicionais da cidade.

O documentário foi lançado como parte das comemorações do aniversário do Clube Urupês. Com a participação dos atores Drico de Oliveira e Elizandra Depp, da Companhia Atores InSanos, e dirigido por Walmir Pinto, ator, vereador e também diretor do grupo teatral, o vídeo reproduz em 20 minutos a história do clube por meio de imagens, fotos, jornais e depoimentos.

Na sequência, o presidente do clube, José Luiz Alves Costa, e os integrantes da atual diretoria entregaram, um a um, a homenagem aos atletas e dirigentes que fizeram parte da história da agremiação, sob aplausos da platéia, formada, principalmente, por convidados.

Entre os homenageados estava Arno Lothar Vigantzky, hoje com 87 anos, um dos primeiros jogadores do primeiro time que o Urupês montou, em sua inauguração, em 1948. Exemplo de dedicação ao clube e também de vitalidade - ainda hoje pratica atividade física, embora de leve -, "seu" Arno, que por 35 anos foi operador de máquina de terraplenagem da Prefeitura de Suzano, lembra com saudade do futebol de antigamente e comenta: "Naqueles tempos, havia muito mais respeito, era bem diferente do futebol profissional de hoje", resumiu.

Familiares de homenageados falecidos também participaram e emocionaram o público. Cláudia Rybacki, viúva do jornalista e colunista esportivo Carlos Nego, lembrou, ao receber a placa comemorativa, o quanto ele dedicou a vida ao Urupês e ao futebol amador da cidade, além do jornalismo. Carlos Nego escrevia sobre os campeonatos locais e os clubes esportivos nas páginas do DS. O jornalista mantinha colunas em que narrava não somente resultados dos jogos, mas também contava "causos" e histórias do futebol suzanense, como "Bola de Meia e "Cantinho da Saudade". O jornalista faleceu em outubro de 2013.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias