Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 08 de agosto de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 07/08/2020
Pmmc Mutirão da Catarata
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC  VACINAÇÃO - SARAMPO
PMMC ECOTIETÊ

A importância dos testes

03 ABR 2020 - 23h59
O mundo está na batalha contra o novo coronavírus. O diagnóstico rápido para detecção de antígeno (Ag) do Covid-19 é de suma importância.
Muito útil na fase aguda da doença, desafogando as filas nos hospitais e auxiliando nas tomadas de decisões imediatas, como o isolamento do paciente positivo até o recebimento do teste confirmatório. 
O teste para detecção é uma ferramenta mais útil.
Nesta semana, o DS publicou reportagem mostrando que a Secretaria de Saúde de Suzano está adquirindo quase mil testes rápidos do novo coronavírus. A expectativa é que eles estejam disponíveis para a população ainda na primeira quinzena de abril.
Uma notícia importante porque mostra a preocupação das autoridades de saúde em tentar descobrir quais pacientes têm a doença e imediatamente promover o afastamento.
A reportagem mostrou que, segundo a Prefeitura de Suzano, o prazo para a chegada dos testes que indicam a presença de Covid-19 vai depender do “andamento do processo”.
A aquisição de testes também virou pauta no Conselho de Prefeitos do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), que estuda a compra emergencial dos testes rápidos do novo coronavírus.
Durante videoconferência com os prefeitos, foram feitos estudos de viabilidade da aquisição dos kits. O objetivo é adquirir uma quantidade de testes que supra a demanda dos municípios que fazem parte do Condemat e que haja “entrega mais rápida” com “preços mais competitivos”. 
Também foi criado um Protocolo Regional de Testagem.
Segundo o Consórcio de Desenvolvimentos dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), está sendo levantada a demanda e os trâmites internos de viabilidade da compra em caráter emergencial, com a utilização das verbas federais e estaduais recebidas pelos municípios. Isso possibilitará que todas as cidades da região tenham os testes e, principalmente, um protocolo único sobre a utilização dos mesmos.
A medida já foi adotada pelo Consórcio Intermunicipal Grande ABC, que adquiriu um milhão de kits para teste da doença. Eles serão divididos proporcionalmente, conforme o total de habitantes das cidades de Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul – as sete cidades que compõem o consórcio de lá.
A quantidade permitirá aplicar testes em quase um terço da população do Grande ABC. O valor estimado de compra é de R$ 4,8 milhões. 
É importante que se consiga os testes para garantir reforço na luta contra o coronavírus.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias