Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 23 de maio de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/05/2019
CENTERPLEX 16 A 22
PMMC MAIO AMARELO
centerplex 23 a 29/05
PMMC CAMPANHA DE AGASALHO
PMMC GRIPE

Ainda dá para melhorar!

15 FEV 2019 - 23h59
É fato que a circulação dos trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) melhorou aos longo das décadas.
O passageiro que utilizava as composições nos anos de 1990 sabe dos transtornos. Trens circulavam de portas abertas, composições precárias, casos constantes de furtos dentro dos vagões e até arrastões. Isso sem contar nos inúmeros casos de acidentes: de passageiros que caíram dos trens, alguns de portas abertas, e de casos de crimes dentro dos trens.
A situação mudou muito. Os trens, sem dúvida, circulam com mais segurança. As portas não estão mais abertas. O número de crimes caiu. 
Mesmo assim, vez outra, é comum ainda serem registradas ocorrências. Mesmo com as melhorias, ainda há muito por fazer. Os trens continuam lotados, apesar de mais estações e linhas, há casos de assédios contra mulheres - que cresceram - e a circulação do Trem Expresso Leste há pouco tempo vinha sendo questionava reivindicando o fim da baldeação em Guaianases - um dos grandes absurdos do sistema ferroviário na região. O governo João Doria (PSDB) prometeu na campanha acabar com as paradas de trens em Guaianases e cumpriu em partes. Isso porque o Expresso Leste sem baldeação circula apenas das 9 às 15 horas. O horário que mais precisava, o de pico, não foi incluído.
Nesta semana, o DS trouxe reportagem sobre um outro grave, e não menos importante, problema: os casos de furtos de itens dos trilhos dos trens.
Ontem, o gerente de Relacionamento da CPTM, Sérgio de Carvalho Júnior, conversou com o jornal. Garantiu a segurança do sistema, a manutenção diária dos trilhos e, principalmente, e todos os procedimentos para que se evitem acidentes foram tomados.
Quem assim seja! Que o sistema ferroviário de São Paulo, do qual mais de 300 mil passageiros do Alto Tietê, utilizam possa ser operado com segurança e confiabilidade por parte de todos.
Apesar dos furtos de itens dos trilhos, a empresa de segurança assegurou ontem ao DS que não emitiu alerta sobre riscos de descarrilamento de trem devido a um furto de grampos de fixação dos trilhos, na Estação Antônio Gianetti. Um suspeito foi preso pelo crime. 
O fato é que, apesar de toda a melhora ao longo dos anos, ainda há muito por fazer. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias