Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 26 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
Pmmc Sarampo
ÚNICCO POÁ
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Alagamentos

27 MAR 2016 - 08h00

O drama vivido pelos moradores das Chácaras Duchen foi mostrado pelo DS em edição desta semana. A reportagem revelou que o acúmulo de água na Estrada do Duchen está causando preocupações para moradores do bairro.

O problema existe há tempo. No local, os moradores afirmaram que o motivo para o alagamento parcial da via foi por causa da abertura da comporta da Represa Taiaçupeba, que faz parte do Sistema Produtor Alto Tietê (Spat). O Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) afirmou, no entanto, que “não houve e nem há qualquer previsão de necessidade de abertura das comportas da Represa de Taiaçupeba”.

A maior preocupação dos munícipes é de que caso chova mais a via fique intransitável.

Por conta do problema, os moradores precisam percorrer um trecho de 12 quilômetros para ter acesso ao centro comercial da Vila Ipelândia.

Em meio às informações “desencontradas” a preocupação é com a solução do problema.

Na semana passada, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) abriu comportas da Represa Paiva Castro por risco de transbordamento após forte temporal atingir a Grande São Paulo entre a noite do dia 10 de março, e manhã do dia 11.

O reservatório faz parte do Sistema Cantareira e liberou a água no Rio Juqueri, que corta as cidades de Mairiporã, Franco da Rocha e Caieiras.

O procedimento adotado pela companhia, no entanto, foi alvo de um pedido de explicações do Ministério Público (MP) e causou dúvidas sobre quais medidas devem ser tomadas quando há risco de rompimento de barragens e se há tempo hábil para avisar a população e retirá-la de áreas que podem ser atingidas pela água.

No caso do Duchen, a situação vivida por moradores é crítica com a quantidade de água nas vias públicas, sobretudo, na entrada principal.

Muitas pessoas passam pelo local junto dos filhos e, por conta disso, acabam tendo contato com a água.

O DAEE informou que o nível da Represa de Taiaçupeba está em 58% e que “ainda há bastante espaço para armazenar água e a eventual abertura de comportas – o que só ocorre em situações de emergência – não está, de maneira nenhuma, na pauta”.

Mas, é importante que os moradores do local recebam auxílio.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias