Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 23 de julho de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/07/2019
PMMC ORQUIDEAS
Centerplex Rei Leão
PMMC AGASALHO
PMMC INVERNO
PMMC FÉRIAS

Alerta aos aposentados

16 FEV 2019 - 23h59
O Procon de Suzano continua mantendo um importante trabalho de atendimento ao consumidor na cidade.
Nesta semana, o DS trouxe reportagem mostrando que a entidade faz um alerta a aposentados e pensionistas quanto a descontos que podem estar ocorrendo em seus benefícios todos os meses sem que tenham conhecimento disso. 
O órgão municipal recebeu mais de 30 queixas desde o ano passado de segurados da Previdência Social que descobriram que eram vítimas de cobrança indevida de contribuição associativa de entidades da categoria, sem que sequer tenham se filiado a alguma delas. 
Os aposentados têm sido as principais vítimas de golpes. A primeira e mais comum é o golpe do crédito consignado. 
O segurado é surpreendido por um desconto que não autorizou ou mesmo, se pediu o empréstimo e quitou, com a continuidade dos descontos.
O mesmo tipo de problema acontece com descontos de organizações às quais o segurado nunca se associou.
Especialistas afirmam que o aposentado ou pensionista precisa olhar sempre o informe de pagamentos para identificar possíveis descontos não autorizados.
Caso identifique algo errado, a dica é registrar um boletim de ocorrência, reclamar com o INSS e com a instituição, além de pedir o ressarcimento dos valores.
Em Suzano, em todas as ocorrências denunciadas, os beneficiários haviam feito empréstimo consignado, o que pode ser um indicativo do momento em que a dívida surgiu. Na grande maioria dos casos, os valores foram estornados pelos denunciados.
As associações de aposentados e pensionistas que descontavam mensalmente os valores dessas pessoas, em média R$ 50, são de Brasília, Porto Alegre e São Paulo, e somam 32 registros de reclamações com o mesmo teor desde 2018. 
Este tipo de ocorrência não é considerado uma relação de consumo, porém, quando começou a receber tais queixas, o órgão municipal deu total atenção e auxílio aos denunciantes, uma vez que poderiam se tratar de estelionato, principalmente porque essas pessoas desconheciam o que estavam pagando todo mês.
Nos primeiros casos, os aposentados e pensionistas perceberam que haviam descontos mensais e resolveram solicitar extrato ao Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). Muitos deles tiveram que recorrer aos bancos onde recebem seus benefícios para saberem exatamente de onde vinha a cobrança indevida. É importante fazer acompanhamento e tomar, cada vez mais, cuidados para que se evite o pior.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias