Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 19 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/10/2020
ÚNICCO POÁ
Pmmc Sarampo Outubro
PMMC OUT ROSA
PMMC MULTI 2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Artistas durante a pandemia

09 OUT 2020 - 05h00
A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) causa muitos problemas, além das mortes decorrentes do vírus. O principal e mais divulgado foi o setor econômico. Muitas empresas demitiram profissionais ou tiveram de reduzir o salário dos funcionários.
Sem dinheiro para pagar as contas fixas do mês, dívidas começaram a surgir.
Para solucionar este problema, o governo federal criou o auxílio emergencial. Inicialmente três parcelas de R$ 600 foram depositadas nas contas dos trabalhadores. E, em agosto, Bolsonaro decidiu, após discussão com ministros, de que estenderia o auxílio até dezembro, mas com parcela de R$ 300.
Porém, outro setor pouco lembrado, e que foi tão afetado quanto os demais é o da cultura. Muitos artistas, atores, atrizes e outros profissionais do ramo pararam, de um dia para outro, de trabalhar
Por exemplo, os teatros pararam de receber apresentações, músicos não se apresentavam mais, filmes não eram mais gravados, e tudo sem aviso prévio.
Após muito custo, o governo federal liberou verba aos profissionais da cultura, por meio da lei Aldir Blanc.
Verba no valor de R$ 600 também foi destinada aos profissionais deste setor. O pacote aprovado em agosto enviava R$ 3 bilhões para estados, Distrito Federal e municípios.
Esta lei está ajudando muitos artistas e foi importante sua liberação. Enquanto uma vacina não for criada, dificilmente esses artistas poderão voltar a atuar.
Segundo o texto da lei, se enquadram como trabalhadores da cultura: artistas, contadores de histórias, produtores, técnicos, curadores, trabalhadores de oficiais culturais e professores de escolas de arte e capoeira.
O DS informou na edição de ontem que a Secretaria Municipal de Cultura de Suzano divulgou, no site oficial da Prefeitura, uma chamada pública com o objetivo selecionar projetos de artistas, instituições e coletivos para mostras e festivais.
Os recursos financeiros para realização destes eventos e para pagamento dos cachês (que vão de R$ 600 a R$ 8 mil) são oriundos da Lei Aldir Blanc (lei federal nº 14.017/2020), que prevê benefícios emergenciais para o setor como forma de atenuar os impactos causados pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19)
Para a cidade foi liberado o montante de R$ 1,9 milhão.
Os interessados devem se inscrever no período de 19 a 31 de outubro exclusivamente pelo link http://bit.ly/projetosculturaissuzano.
É importante que a família dos profissionais da cultura e a administração de cada município façam a divulgação sobre a inscrição desta lei. Até ontem mais da metade (52,7%) dos municípios brasileiros se cadastraram na Lei Aldir Blanc e receberam, até o momento, os recursos destinados pelo governo federal ao auxílio emergencial de artistas: ou seja, 47,3% ainda nem pediram o dinheiro.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias