Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 23 de maio de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/05/2019
CENTERPLEX 16 A 22
PMMC CAMPANHA DE AGASALHO
PMMC MAIO AMARELO
GOVERNO DO ESTADO - ICESP
centerplex 23 a 29/05

Bom Prato e Restaurante Popular

14 FEV 2019 - 23h59
O DS trouxe, na edição de ontem, reportagem mostrando que o prédio do Bom Prato de Suzano vai passar por reforma. 
De fato, o local precisa de melhorias. A fachada está deteriorada e a pintura totalmente “desbotada”.
O secretário executivo de Desenvolvimento Social do Estado, Paulo Mathias, esteve na quarta-feira na unidade do Bom Prato em Suzano e informou que o prédio atual precisa de reformas, como troca de piso e placa de identificação e pintura da fachada. 
Duas reivindicações importantes no entanto não devem sair do papel.
A 2ª unidade do restaurante foi descartada temporariamente pela secretaria; o motivo seria pelos custos de implantação. 
Outro grande problema é o atual prédio do Restaurante Popular que está deteriorado. Havia uma reivindicação para que o governo estadual assumisse a responsabilidade sobre o prédio transformando-o em Bom Prato. Mas, nesta semana, o secretário descartou a possibilibade.
Segundo ele, por enquanto não há discussão para um segundo Bom Prato este ano em Suzano e nem a responsabilidade por assumir o Restaurante Popular, que é um programa federal.
Essa nova gestão está avaliando o modelo de implantação atual dos restaurantes e a meu ver, vejo que é preciso criar um novo modelo para que mais restaurantes sejam criados. O que impede o Estado de fazer mais unidades é o custo, disse o secretário.
A unidade do Bom Prato de Jundiapeba, em Mogi das Cruzes, é única da região que ainda segue em estudos. 
O secretário está visitando todos os 57 restaurantes do Estado para avaliar o andamento dos trabalhos e as condições dos ambientes. Em Suzano, duas observações foram pontuadas pelo secretário, a primeira é em relação a fachada do restaurante e a segunda é em relação ao piso do local que está muito escorregadio. 
A gestão passada do ex-governador Márcio França (PSB) havia prometido a expansão do horário de atendimento das unidades do Bom Prato. A ideia seria abrir os restaurantes à noite e aos fins de semana. Nessa nova gestão, a sugestão foi descartada por conta dos custos de implantação. Apenas os novos restaurantes que serão construídos esse ano terão o atendimento ampliado para o horário noturno. 
O Programa Bom Prato, do Governo do Estado de São Paulo, foi criado em dezembro de 2000 com objetivo de oferecer, à população de baixa renda, refeições saudáveis e de alta qualidade a custo acessível.
No Estado de São Paulo, o Bom Prato é coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e atende diariamente mais de 93 mil refeições. O programa conta com 57 unidades em funcionamento, sendo 22 localizadas na Capital, 11 na Grande São Paulo, 7 no litoral e 17 no interior. O almoço tem custo de R$ 1,00.
A alimentação é balanceada com 1.200 calorias, composta por arroz, feijão, salada, legumes, um tipo de carne, farinha de mandioca, pãozinho, suco e sobremesa (geralmente uma fruta da época). O subsídio governamental é de R$ 4,70 para adultos e de R$ 5,70 para crianças com até 6 anos, que têm a refeição gratuita.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias