Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 27 de maio de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/05/2020
PMMC RETOMADA
DIARIO DE SUZANO SOLIDÁRIO

Dados do Seade

09 MAR 2020 - 23h59
Na semana passada, a Fundação Seade divulgou pesquisa com dados da população do Estado e do Alto Tietê. 
Os números são importantes para determinar o perfil dos habitantes das cidades e garantir um planejamento estratégico para novos investimentos em diferentes áreas, como Saúde e Educação.
A demografia utiliza a estatística para organizar e analisar os diferentes aspectos de uma população. 
A pesquisa tem como objetivo analisar os seguintes dados populacionais: crescimento demográfico, emigração, taxa de natalidade, taxa de mortalidade, expectativa de vida, distribuição populacional por áreas, faixas de idade, entre outros.
Os dados demográficos são alfanuméricos e possuem aplicações práticas importantes para fins de planejamento como de projeção de números de crianças em idade escolar ou trabalhadores em idade de aposentar-se, de diagnóstico (níveis da mortalidade infantil, materna, etc.), de avaliação de programas e estudos socioeconômicos em geral (desemprego, pobreza, moradia, etc.).
Na reportagem que o DS divulgou, na semana passada, a população do Alto Tietê cresceu 12,6% em 10 anos de acordo com levantamento. 
Só para se ter uma ideia, em 2010 o Alto Tietê tinha 1.439.887 habitantes. Em 2020 esse número aumentou para 1.626.506. A porcentagem da região é maior do que a da cidade de São Paulo, que cresceu 5,5% em população no mesmo período.
A reportagem mostrou também que a cidade da região que teve maior aumento populacional foi Arujá, que saltou de 74.758 para 89.744 habitantes. O que representa um crescimento de 20,5%. Em seguida aparece Itaquaquecetuba, (que foi 321.329 habitantes para 370.589) com aumento de 15,33%, Ferraz de Vasconcelos com 14,85% (de 168.072 para 193.037), Guararema com 14,03% (de 25.808 para 29.429), Biritiba-Mirim com 13,31% (de 28.540 para 32.338).
A população feminina também é maior que a masculina. As mulheres correspondem a 51,02% do número total de habitantes, o que representa cerca de 829.837 da população. 
Oficialmente os estudos de população são realizados a partir dos dados coletados pelos censos demográficos e pesquisas de campo, que são organizados e interpretados por instituições oficiais do governo e universidades. 
Antes de olhar para os dados representativos da população brasileira – que foram atualizados recentemente após a realização do censo 2010, é importante ressaltar que mais do que uma série de observações e dados quantitativos, as informações do censo são utilizadas como referência para a formação de políticas públicas nas mais diferentes áreas da sociedade e segmentos da economia, apontando as fragilidades, potenciais e a evolução histórica dos aspectos mais importantes da sociedade.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias