Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 09 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 07/12/2019

Delegacia especializada

05 OUT 2019 - 23h59
A nova forma de usar os serviços de transporte em uma cidade veio mudando desde que os revolucionários aplicativos surgiram e passaram a disponibilizar o serviço com taxas muito mais em conta para o usuário, além de facilidades no pagamento e na forma de solicitação.
Os primeiro nasceram no Brasil os aplicativos para facilitar as viagens de taxi, como o 99 e o Easy. Aí vieram outros apps que quebraram a proposta de valor existente nesse setor, como o Uber que já foi abalado pelo seu concorrente, o Cabify. E assim é a cadeia mercadológica de hoje, regida por recursos de inovação altamente digitais.
O trabalho vem surgindo, mas tornou-se perigoso à medida em que surgiram ocorrências criminais contra os motoristas de aplicativos.
Nesta semana, o DS trouxe reportagem mostrando que os Motoristas de aplicativo de várias cidades da região reivindicam a criação de uma delegacia especializada em crimes contra profissionais de aplicativo, instalação de botão de emergência, câmeras, reconhecimento facial nos veículos e pontos de embarque em comunidades. 
As solicitações acontecem após os recentes ataques que os condutores vêm sofrendo na região e em todo o Estado de São Paulo. 
Só no mês de setembro, o Alto Tietê registrou três homicídios em que as vítimas eram motoristas de aplicativo que estavam realizando corridas.
O documento, assinado por representantes de várias empresas como a Uber, por exemplo, contém treze tópicos, onde os motoristas reivindicam melhorias nos aplicativos para a segurança dos condutores. 
Apesar de o serviço de aplicativos ainda não ter sido regularizado, é importante que os motoristas que aguardam a decisão dos municípios tenham segurança.
Os representantes se comprometeram dar uma solução ou resposta em até trinta dias aos motoristas, a contar do dia 24 de setembro - dia da realização de uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) - onde foi entregue o documento por cerca de 600 motoristas e representantes de associações de todo o Estado que acompanharam a reunião.
A reportagem do DS mostrou também que um dos treze tópicos é com relação à agilidade para comunicar casos de roubo. Eles pedem para que isso seja feito via internet para, posteriormente, ser complementado em uma delegacia responsável.
Além disso, os motoristas ainda solicitam remoção de adesivos dos carros, para dificultar a identificação de veículos usados para viagens e que viraram alguns dos principais alvos de bandidos. A reivindicação foi feita e agora é importante que as autoridades tomem providências para que vidas sejam preservadas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias