Envie seu vídeo(11) 4745-6900
terça 25 de janeiro de 2022

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/01/2022

Desafio de gerar emprego

02 DEZ 2021 - 05h00

Os municípios das cidades da região têm o grande desafio de gerar novos postos de trabalho.
A situação do País, sobretudo após a pandemia, ficou mais complicada com o fechamento de empregos.
Desenvolver o mercado de trabalho deve ser um dos mais importantes desafios da economia brasileira em qualquer período.
O trabalho é definido como um dos cinco fatores de produção. A terra, o capital, a organização empresarial e a técnica, ou conhecimento, são os demais fatores que, combinados, produzem riqueza na forma de bens necessários para a sobrevivência, o desenvolvimento e o bem-estar da sociedade. 
Na edição de ontem, o DS trouxe reportagem mostrando que o Alto Tietê criou 2.233 postos de trabalho em outubro deste ano, aponta o novo levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Ao todo, foram 12.730 admissões, contra 10.497 desligamentos durante o período. Das dez cidades da região, apenas Ferraz de Vasconcelos e Salesópolis tiveram saldo nulo.
Apesar da geração de novos postos de trabalho, a situação ainda preocupa. É um desafio grande em todas as esferas de administração: municipal, estadual e federal.
Segundo especialistas, o mundo enfrenta o "desafio urgente" de criar 600 milhões de empregos produtivos na próxima década, a fim de gerar crescimento sustentável e manter a coesão social, de acordo com o relatório anual sobre o emprego mundial divulgado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).
Após três anos de contínuas condições de crise nos mercados de trabalho globais e diante da perspectiva de uma maior deterioração da atividade econômica, o desemprego afeta 200 milhões de pessoas em nível mundial, segundo a OIT em seu relatório anual intitulado "Tendências Mundiais de Emprego 2012: prevenir uma crise mais profunda de empregos".
Além disso, o relatório diz que mais de 400 milhões de novos empregos serão necessários na próxima década para absorver o crescimento anual da força de trabalho, estimado em 40 milhões por ano.
O relatório também diz que o mundo enfrenta o desafio adicional de criar empregos decentes para os cerca de 900 milhões de trabalhadores que vivem com suas famílias abaixo da linha de pobreza de 2 dólares por dia, a maioria nos países em desenvolvimento.
Na reportagem publicada pelo DS ontem, os dados divulgados pelo Caged apontam que na liderança de criação de postos de trabalho em outubro está Suzano. A cidade contabilizou saldo positivo de 788 vagas de empregos gerados, resultado de 2.989 contratações e 2.201 demissões.
É importante que as administrações prossigam na criação de políticas de geração de emprego para evitar a grande massa de desempregos no mundo.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias