Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 24 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/09/2020
Pmmc Sarampo
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

É preciso ouvir

05 DEZ 2015 - 07h00

A decisão do governador Geraldo Alckmin (PSDB) de adiar a reorganização escolar foi anunciada ontem.

Uma vitória importante para todos os estudantes, pais e professores contrários ao projeto, ou pelo menos, como ele foi imposto pelo Estado.

A reclamação principal é uma só: falta de discussão, critérios de implantação sem, ao menos, ouvir a sociedade mais interessada no assunto (estudantes e professores).

A falta de comunicação, a forma como a reorganização foi anunciada, realmente assustou a todos. Adiando a reorganização, mostra-se que o governo reconhece que precisava, ao menos, discutir o assunto de maneira mais profunda, mais ampla, mais detalhada.

O governador disse ontem que o objetivo agora é ampliar o espaço para o debate com a comunidade escolar e tirar todas as dúvidas de professores, alunos e pais.

Ele disse que a decisão de adiar a reorganização é para rediscutí-la escola por escola, com a comunidade, com os estudantes e, em especial, com os pais dos alunos.

Assim, com certeza, haverá benefícios. Ou seja, 2016 será um ano de aprofundamento dos diálogos.

Hoje, o Estado de São Paulo é o quarto colocado no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) no primeiro ciclo, o ciclo 1, o terceiro colocado no ciclo 2 e o segundo colocado no Ensino Médio. O Estado de São Paulo tem 1,5 mil escolas de ciclo único.

São escolas que separam alunos do ciclo 1 (crianças de 6 anos até 11 anos), escolas de ciclo (11 a 14 anos) e escola de Ensino Médio (14 a 17 anos).

As mudanças são sempre importantes na tentativa de melhorar e aprimorar a educação pública, mas elas têm de ser feitas com quem realmente está participando, dentro dela, na linha de frente.

Se isso não for possível ficará realmente difícil de ser emplacada.

Vai acontecer o que ocorreu ontem: o recuo do governo em meio a uma proposta polêmica e cheia de críticas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias