Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 28 de janeiro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/01/2020
PMMC FERIAS 2020
CENTRO MÉDICO
CENTERPLEX 23 A 29/01

Editorial

15 JAN 2020 - 23h59
Motoristas de Suzano iniciam o ano de 2020 com aumento no preço dos combustíveis, conforme mostrou o DS, em reportagem nesta semana.
Em todo o País, os preços iniciaram janeiro ainda mais elevados. Como o etanol teve aumentos mais evidentes do que a gasolina, a sua competitividade está bem próxima do limite favorável.
A alta dos preços no início do ano pode se dever ao período de entressafra, já que a maioria das usinas está parada, bem como à possível manutenção da demanda aquecida já observada em 2019. 
As informações são do portal www.novacana.com.br.
Mas neste caso específico, conforme divulgado pelo Cepea, em São Paulo, "o ritmo de negócios de etanol seguiu bastante lento, comportamento já esperado pelos agentes do mercado consultados. Ainda que pontuais, algumas distribuidoras fizeram reposições, enquanto outras devem voltar ao mercado nos próximos dias".
Já nas vendas, conforme a entidade, as recentes e fortes valorizações do petróleo deixaram alguns agentes de usinas mais firmes nos preços de negociação, o que influencia nos valores repassados ao consumidor.
De acordo com os dados divulgados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre 29 de dezembro e 4 de janeiro, o valor do etanol correspondeu a 69,6% do da gasolina, o maior índice desde abril de 2018, última vez em que o indicador ultrapassou os 70%.
A variação de 0,58% no índice foi consequência do maior aumento no preço médio do etanol do que no da gasolina. 
Enquanto o renovável passou de R$ 3,157 por litro para R$ 3,174 entre a última semana de 2019 e a primeira de 2020, variando 0,54%, o fóssil passou de R$ 4,555 para R$ 4,558/l, um aumento de 0,06%.
Em Suzano, levantamento feito pelo DS aponta que o etanol sofreu aumento médio de 6,6% de 1° a 14 de janeiro de 2020. A gasolina subiu, em média, 2,3% no mesmo período. Pelo jeito, o motorista vai continuar enfrentando a alta dos preços dos combustíveis. A expectativa, no entanto, é por uma melhoria.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias