Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 29 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 29/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE
Pmmc Sarampo
ÚNICCO POÁ
SOUZA ARAUJO

Embriaguez ao volante

01 MAI 2016 - 08h00

As cidades da região vêm realizando uma série de ações para reduzir o número de acidentes provocados principalmente por causa da embriaguez ao volante.

Nesta semana, um levantamento importante chamou atenção. A embriaguez foi responsável pela morte de 479 pessoas nas rodovias federais no ano passado.

O número é praticamente o mesmo de 2012 – ano em que as penas para quem dirige depois de ingerir bebidas alcoólicas se tornaram mais rígidas – quando 485 pessoas morreram em acidentes nas estradas fiscalizadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) por influência do álcool.

No mesmo período, o número de acidentes ocorridos por causa da ingestão de bebidas caiu de 7.594 para 6.738, uma redução de 11%.

Na avaliação de especialistas, apesar de a Lei Seca prever multas, perda da habilitação e detenção para quem é flagrado dirigindo sob efeito de álcool, o comportamento dos motoristas mudou pouco nos últimos anos.

A Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), que ajudou na elaboração da Lei Seca, estima que 54% dos motoristas brasileiros fazem uso de álcool antes de pegar o volante.

Já a Pesquisa Nacional de Saúde, do Ministério da Saúde em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), indica que 24,3% dos motoristas afirmam que assumem a direção do veículo após ter consumido bebida alcoólica.

Especialistas culpam, entre outras coisas, a falta de fiscalização pela demora na mudança dos hábitos dos condutores.

Muitas vezes, por falta de fiscalização, a população não adotou a regra de não beber ao dirigir.

São poucos aqueles que assumiram essa condição, pouquíssimos são aqueles que não usam a bebida alcoólica na direção veicular.

As barreiras policiais também são feitas em poucas cidades e restritas a locais específicos nas cidades.

O levantamento vai servir de alerta para que sejam tomadas providências no sentido de, cada vez mais, garantir o trânsito com menos acidentes.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias