Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 11 de agosto de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 10/08/2020
PMMC ECOTIETÊ
PMMC ALEITAMENTO MATERNO
Pmmc Mutirão da Catarata
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC  VACINAÇÃO - SARAMPO

Fase mais rígida

04 JUN 2020 - 23h59
O esforço do Alto Tietê na tentativa de flexibilizar a quarentena só deve ter resultado prático a partir de 15 de junho. É o prazo estabelecido pelo governo estadual. Até lá, o comércio, exceto os serviços essenciais, continua fechado.
Há uma grande preocupação ainda com a quantidade de novos casos de coronavírus e de mortes.
Os números crescem. No entanto, para os prefeitos da região é possível uma flexibilização, como ocorreu em São Paulo, mantendo todos os cuidados para que se evite a propagação de novas contaminações.
O DS trouxe reportagem na edição de ontem mostrando que a direção do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) destacou evolução conquistada pela região na melhoria da capacidade hospitalar e no controle da doença, critérios que permitirão o avanço para a fase de controle (laranja) do Plano São Paulo e o início do processo de retomada de algumas atividades econômicas a partir de 15 de junho.
Há realmente uma necessidade de melhora nesses itens. E as prefeituras buscam alternativas de reforçar o número de leitos e a capacidade de atendimento.
Na primeira reavaliação do Plano São Paulo, o Governo do Estado apresentou os avanços nas cinco sub-regiões da Grande São Paulo, sendo que a região Leste, representada pelo Condemat, é a que teve a maior implementação de novos leitos de UTI para Covid-19, segundo os prefeitos. Foram 61 leitos no período de uma semana. Mantidos os esforços, o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, afirma que a tendência é a mudança de fase na próxima semana.
É importante que a curva ascendente de casos caia. 
Segundo o Condemat, é nítida a progressão que a região teve nos indicadores, resultado da soma de esforços de prefeitos, Estado e serviços de saúde. 
De acordo com o Consórcio de Municípios, “não será a liberação da quarentena e, sim, uma nova fase em que será primordial o apoio de todos”.
A direção do Consórcio ressalta, ainda, que os municípios estão atuando para ampliar a oferta de leitos de UTI para pacientes de Covid-19 através de contratação de serviços privados e ampliação de unidades municipais. 
Há, também, a previsão de mais 198 leitos nos hospitais estaduais da região até 30 de junho e o envio, nesta semana, de mais 30 respiradores para Guarulhos e Suzano, além dos 20 enviados para Itaquaquecetuba e Mogi das Cruzes.
Essa ajuda de mais leitos seria importante para aumentar a segurança de que os pacientes possam ser atendidos a qualquer eventualidade de casos graves que surgirem.
É importante também que sejam reforçados os protocolos junto aos principais setores econômicos para que a retomada possa ocorrer ainda que em passos lentos, mas segura e sem riscos de regressões.
Portanto, a situação na região continua sendo mantida como na semana passada. É preciso reforçar os esforços e, principalmente, se houver retomada, que seja com segurança.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias