Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 12 de dezembro de 2018

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 11/12/2018
MRV DEZEMBRO - 13º EM DOBRO
PMMC DEZEMBRO - SALA DO EMPREENDEDOR
PMMC BAZAR SOLIDARIO 2018

Fechamento às 23 horas

27 NOV 2018 - 23h59
O DS trouxe reportagem, na edição de ontem, mostrando que o 32° Batalhão de Polícia Militar Metropolitana ( 32º BPM/M), responsável pelo policiamento em Suzano, Poá e Ferraz de Vasconcelos, defende o fechamento de bares às 23 horas para reduzir a criminalidade. 
Principalmente nesta época do ano, a situação pode ficar mais complicada por conta das compras de final de ano.
Na entrevista feita com o comandante interino do 32º BPM/M, major Caruso Roberto, a polícia deixa claro que os crimes podem aumentar nesta época do ano. Os criminosos agem com mais facilidade à noite, segundo a polícia. 
Muitas ocorrências podem ser registradas nesta época, entre roubo de bolsas, perda de sacolas e até furto e assalto a veículos. Com tanta gente nas lojas acontece de tudo e o bom mesmo é se prevenir. Nesta época é preciso redobrar os cuidados, avisa a polícia. O vai e vem nos shoppings é reflexo da última semana antes do Natal.
Além de exigir maior atenção do poder público, com policiamento reforçado, o cidadão também pode tomar medidas simples para se proteger. E, a Polícia Militar tem cartilhas sobre esse tema na sua página na internet. 
É importante observar. São conselhos muito simples de serem seguidos, como evitar sair com jóias, bolsas, mochilas e, importante, jamais sozinho ou sozinha.
Nesta época, o policiamento é reforçado nas regiões que concentram o comércio.
O 32º Batalhão informou que as três cidades que atendem - o crime com mais demanda é o de "roubos outros", que envolve roubo a pessoas, comércio e residência, além de roubos a veículos precisam ser prevenidos. 
A possibilidade de fechar os bares às 23 horas pode ser uma alternativa para a redução da criminalidade, conforme mostrou o DS na reportagem publicada na edição de ontem.
Um caso que envolve bares e criminalidade ocorreu na Rua Nove de Julho, Centro de Suzano. Em outubro, a Controladoria Geral de Suzano enviou ofício às polícias Civil e Militar e à Justiça sobre as queixas de barulho excessivo, consumo de drogas ao ar livre e cenas de sexo no local. Segundo a Prefeitura, assim que os órgãos enviarem as respostas, "ações serão desencadeadas, dentro da legislação vigente".
A Rua Nove de Julho é uma das mais frequentadas pelo suzanense e morador do Alto Tietê, em busca de local diferente para um programa familiar ou bate-papo com amigos. Por isto, a via concentra uma grande quantidade de bares, hamburguerias, entre outros empreendimentos gastronômicos. 
A restrição ao horário pode ser uma medida importante, que vem sendo reivindicada na cidade. 
Garantir a segurança é um trabalho difícil, mas que requer estratégias e planejamento.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias