Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 16 de dezembro de 2018

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 15/12/2018
MRV DEZEMBRO - 13º EM DOBRO

Hospital Federal

08 DEZ 2018 - 23h59
A necessidade de mais um hospital em Suzano é nítida, ainda mais com a demanda que chega ao Pronto-Socorro (PS) Municipal. 
Os números de atendimento crescem, cada vez mais, e, por outro lado o Hospital das Clínicas (HC), que é do Estado, não atende de portas abertas. Apenas recebe encaminhamentos. 
A esperança fica por conta do Hospital Federal, que está em obras e deve ser, assim que concluído, uma boa alternativa para os pacientes de Suzano e região.
Na semana passada, o prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PR), vistoriou as obras de prolongamento da rua Sete de Setembro e do hospital, na Cidade Cruzeiro do Sul. 
Os trabalhos seguem os cronogramas estipulados e as intervenções devem ser finalizadas no primeiro semestre de 2019 e de 2020, respectivamente.
Acompanhado do vice-prefeito, Walmir Pinto, do secretário municipal de Manutenção e Serviços Urbanos, Ari Serafim Barbosa, e do assessor da Unidade de Planejamento e Assuntos Estratégicos (Upae), André Chiang, o chefe do Executivo foi primeiro à área do futuro hospital federal, que tem 45 mil metros quadrados, acompanhar os trabalhos de fundação.
Só para se ter uma ideia, até o momento já foi realizado o serviço de limpeza, topografia, implantação do canteiro de obras, terraplanagem, nivelamento do platô e o estaqueamento com 463 estacas cravadas de 16 metros de profundidade, visando dar base de sustentação. 
É importante que as obras sejam finalizadas para garantir o atendimento a uma demanda que, cada vez mais cresce. 
Há casos, inclusive, de pacientes de outras cidades sendo atendidos em Suzano. Iisso é comum. 
A cidade não pode negar atendimento de pacientes de outras regiões do Alto Tietê.
Orçada em aproximadamente R$ 28 milhões, com aporte do governo federal de quase R$ 24 milhões e uma contrapartida do município de mais R$ 4 milhões, a primeira fase compreende a construção de um pronto-socorro de urgência e emergência, que tem previsão de término no primeiro semestre de 2020.
Há uma grande expectativa em torno das obras do Hospital Federal, o que poderá ser uma saída importante para o “colapso” nas cidades do Alto Tietê.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias