Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 09 de julho de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 08/07/2020

Imigraçãoo

20 JUN 2020 - 23h59
Na última quinta-feira, dia 18 de junho, foi comemorado os 112 anos de imigração japonesa no Brasil.
Neste dia, em 1908, o Kasato Maru, o primeiro navio a trazer imigrantes do Japão, chegou em Santos transportando 781 japoneses depois de uma viagem de 52 dias em alto-mar. 
O DS trouxe reportagem especial para mostrar um pouco da importância da imigração japonesa para Suzano.
Só para se ter uma ideia, a cidade conta atualmente com cerca de 1,5 mil famílias imigrantes japonesas. Destas, 80% estão localizadas na área Central da cidade. Outras 20%, o que representa aproximadamente 110 famílias, estão espalhadas no Distrito de Palmeiras. A maioria é descendente de familiares que chegaram ao município em 18 de junho de 1908, quando o navio Kasato Maru aportou em São Paulo. 
A importância da imigração é grande. Só para citar como exemplo, com o aumento do número de colônias agrícolas japonesas, que nesse período se expandiram principalmente em direção ao noroeste do Estado de São Paulo, começam a surgir também muitas escolas primárias destinadas a atender os filhos dos imigrantes. 
A cultura e muitas tradições foram trazidas pelos japoneses para o Brasil e permanecem até hoje.
A colônia japonesa em Suzano iniciou-se com a vinda de duas famílias nipônicas para cá. Tradicionalmente, a colônia se instalou na área da agricultura e com isso auxiliou a região a ser conhecida como "cinturão verde" de São Paulo. Atualmente, a presença da colônia na agricultura ainda é forte e os templos instalados na cidade são marcos da cultura nipônica em Suzano.
Além disso, quatro entidades reúnem os membros da colônia na cidade: Clube Boa Vista, Fukuhaku (Vila Ipelândia), Associação Cultural Suzanense, o Bunkyo (Centro) e Associação Cultural Esportiva Agrícola Suzano - Aceas Nikkey (Chácaras Reunidas Guaió), como mostrou reportagem do DS. 
Nesse momento as fontes de trabalho buscadas pelos japoneses eram nas lavouras e nos centros urbanos, ingressando na indústria, comércio e prestação de serviços.
Hoje, o país que mais abriga imigrantes japoneses é o Brasil, esse grupo étnico já faz parte da cultura brasileira, além disso, agregam esforços para o desenvolvimento econômico do país.
Os imigrantes japoneses vieram para o Brasil com muita vontade de trabalhar, trouxeram também arte, costumes, língua, crenças e conhecimentos que contribuíram para o enriquecimento do país que possui grande variedade de culturas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias