Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 24 de fevereiro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/02/2020
PMMC SARAMPO
MAGIC CITY
CENTRO MÉDICO

Inflação

07 FEV 2020 - 23h59
Especialistas afirmam que a inflação é um termo da economia que significa aumento generalizado de preços de bens e serviços.
O resultado é que o poder de compra da população cai porque os preços estão mais altos, tornando os produtos menos acessíveis.
Em resumo, com a inflação, o dinheiro vale menos gradativamente e, com o passar do tempo, serve para comprar uma quantidade menor de bens ou serviços.
A preocupação com o aumento dos preços é de todos os brasileiros. Ter de pagar mais por um determinado produto sempre é prejudicial.
Ontem, reportagem da Agência Brasil mostrou que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial, ficou em 0,21% em janeiro deste ano. Essa é a menor taxa para o mês desde o início do Plano Real, em 1994.
É uma notícia importante, porque mostra uma melhora na situação econômica.
Só para se ter uma ideia, a taxa é inferior ao 1,15% de dezembro e ao 0,32% de janeiro de 2019. O IPCA acumula taxa de 4,19% em 12 meses, abaixo dos 4,31% registrados nos 12 meses anteriores.
Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.
Entre os responsáveis por frear a inflação em janeiro foram os segmentos de saúde e cuidados pessoais, que teve deflação (queda de preços) de 0,32%, vestuário (deflação de 0,48%) e artigos de residência (deflação de 0,07%).
Os alimentos continuaram registrando inflação (0,39%), mas em um ritmo bem menor do que a taxa observada em dezembro (3,38%), o que também contribuiu para a queda do IPCA de dezembro para janeiro.
O pesquisador do IBGE Pedro Kislanov destaca que o recuo de 4,03% do preço das carnes foi o principal item individual responsável pela queda da taxa de inflação oficial em janeiro.
Na reportagem da Agência Brasil, ele afirma que houve uma alta muito grande no preço das carnes, nos últimos meses do ano passado, devido às exportações para a China e alta do dólar que restringiram a oferta no mercado interno. 
É importante que a inflação esteja controlada. Ela é "medida" ou averiguada mensalmente por meio do consumo das famílias. Essa forma de medir os preços gera o que, em economia, é denominado índice.
Especialistas afirmam que todas as famílias têm padrões de consumos diferentes. Por exemplo, algumas consomem carne todos os dias e outras somente uma vez ao mês.
Por isso é importante que exista um órgão federal que faça a medida do aumento ou queda de preços.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias