Envie seu vídeo(11) 4745-6900
segunda 12 de abril de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 11/04/2021

Jogamos o lixo no lugar errado

31 JAN 2021 - 05h00

A preocupação com as chuvas, por conta de inundações e enchentes, aumenta nesta época do ano.
Mas, há um problema comum nas cidades que é a quantidade de lixo despejadas nos bueiros.
Ou seja, os resíduos estão sendo jogados no lugar errado. O entupimento desses locais provocam inundações grandes, perdas de objetos dentro das residências. Seria preciso, sem dúvida, garantir um trabalho de orientação que torne a população mais consciente para que se evite que o lixo seja despejado onde não deveria.
No início deste ano, a Prefeitura de Suzano informou que recolheu mais de 120 toneladas de detritos de 300 bocas de lobo espalhadas pela cidade nas últimas duas semanas. 
Segundo a Secretaria de Manutenção e Serviços Urbanos da cidade, os detritos foram retirados do sistema de drenagem de águas pluviais (bueiros e tubulações). 
Durante a limpeza dos bueiros, as equipes de manutenção encontraram diversos itens, sendo, em sua maioria, garrafas Pet, sacolas plásticas, latas de alumínio e outros recicláveis. Quando a limpeza ocorreu em córregos e valas, a pasta retirou peças de carros e móveis, como sofás, cadeiras e colchões, por exemplo. 
Para a limpeza dos bueiros, a Secretaria Municipal de Manutenção e Serviços Urbanos utiliza de serviços manuais, com auxílio de um caminhão hidrovácuo. 
Os serviços acontecem sem interrupção desde o último dia 23 de dezembro, quando fortes chuvas atingiram todo o Alto Tietê. Segundo a administração municipal, foram registrados 90 milímetros de chuvas em apenas 12 horas - quase metade da quantidade esperada para todo o mês de dezembro em Suzano.
Na ocasião, muitas famílias sofreram com a água invadindo as casas, e até um carro caiu na Marginal do Rio Una. Um homem salvou duas pessoas, em acontecimento que ganhou repercussão na mídia.
Os serviços de limpeza complementam os trabalhos preventivos contra enchentes realizados ao longo de 2019. No entanto, a prefeitura ligou uma espécie de "alerta máximo" com as chuvas que a cidade recebeu durante a antevéspera do último Natal.
A Prefeitura encontrou diversos tipos de materiais durante as limpezas, inclusive alguns fabricados com plástico.
Pelo que foi encontrado nos serviços, a secretaria fez um apelo à população: que não descarte lixo e inservíveis em ruas, terrenos ou córregos, porque são estes detritos que bloqueiam a vazão da água e causam enchentes, comprometendo a drenagem das águas pluviais quando há grande quantidade de pluviosidade em um período curto.

 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias