Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 25 de março de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/03/2019
CENTERPLEX SUZANO
PMMC SEMAE

Lá vem as chuvas!

26 DEZ 2018 - 23h59
A preocupação com as enchentes sempre é grande nesse período do ano. O combate tem de ser eficaz por parte do poder público.
Especialistas afirmam que, de imediato, é preciso que se faça uma redução máxima do assoreamento das drenagens naturais e construídas por meio de rigoroso e extensivo combate à erosão do solo nas frentes de expansão metropolitana, assim como ao lançamento irregular de lixo urbano e entulho de construção civil. 
É preciso também ampliar as calhas do rio.
Na Região Metropolitana de São Paulo, a perda média de solos por erosão está estimada entre 10 a 15 toneladas de solo por hectare, ao ano, afirmam especialistas. Na edição de domingo, o DS trouxe reportagem mostrando que as chuvas de verão vão colocar em prova ações contra enchentes e o Piscinão do Miguel Badra, em Suzano. As medidas foram tomadas por parte da administração com objetivo de reduzir os impactos provocados pelas chuvas.
A implantação de reservatório provisório no Miguel Badra tem 1,5 mil metros quadrados e serve para minimizar o impacto das chuvas no verão.
A intenção não é reter a água direcionada para lá, mas sim deixar um espaço para que possa fluir de maneira mais lenta até escoar para o outro lado da estrada Mário Covas e desaguar no rio Tietê, segundo a Prefeitura.
O local onde está o reservatório é a parte mais baixa do bairro, por isso é inevitável que não haja vazão suficiente. Por isso a ideia de ampliar um trecho da vala já existente e torná-la capaz de receber esse volume, explicou a Prefeitura. 
A limpeza de valas no Badra Baixo para que seja possível garantir o fluxo seguro de 10 mil metros cúbicos de água também está sendo feito. O objetivo é reduzir assim as possibilidades de alagamentos e evitando transtornos e prejuízos para a população local.
Especialistas afirmam que acabar definitivamente com as enchentes, não tem como. Mas dá, sim, para amenizar o problema. Um dos pontos que precisa ser trabalhado é o aumento da permeabilidade do solo. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias