Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 28 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
ÚNICCO POÁ
Pmmc Sarampo
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Mais profissionais médicos

23 JUL 2016 - 08h00

A falta de profissionais da saúde, sobretudo médicos, é um problema em todo o País. Nas cidades da região, a reclamação sobre um profissional de uma determinada área médica é constante.

A situação fica muito ruim, quando isto acontece, porque se traduz em falta de atendimento a dezenas de pessoas que se dirigem aos postos de saúde ou hospitais públicos.

Ontem, uma notícia trouxe algum alento na tentativa de ir em busca de uma solução para esta situação tão grave.

Pelo menos, 1,5 mil profissionais cubanos e brasileiros formados no exterior devem chegar ao País até o fim de agosto para ocupar vagas em aberto do programa Mais Médicos.

É uma notícia importante porque em muitas partes do País, o atendimento é precário, quase zero.

O atendimento na saúde não pode esperar e, por isso, medidas emergenciais devem ser tomadas.

Do total de médicos, em torno de 600 profissionais já estão no Brasil, participando do acolhimento e regularizando a documentação antes de se deslocarem aos municípios onde vão atuar. Entre os que já chegaram, 300 são de Cuba. A previsão é que mais 250 desembarquem ainda nesta semana, de um total de 1,2 mil médicos cubanos.

Os médicos graduados fora do Brasil passam por um período de acolhimento com duração de três semanas, quando são abordados aspectos do Sistema Único de Saúde (SUS), com enfoque especial na atenção básica, doenças prevalentes no Brasil, conhecimentos linguísticos e aspectos éticos e legais da prática médica. Só poderão participar do programa profissionais que forem aprovados em avaliação realizada durante o acolhimento.

A previsão do governo é que a primeira leva de profissionais, com 305 médicos, comece a chegar a 226 municípios e um distrito indígena no dia 8 de agosto. Eles farão ainda uma semana de acolhimento no local onde vão atuar. As atividades em Unidades Básicas de Saúde (UBS) começam em 15 de agosto.

O ministério também anunciou a publicação de um novo edital para a seleção de médicos para reposição de vagas desocupadas desde o último processo de seleção, realizado em abril. Ao todo, são 502 vagas em 393 municípios. A prioridade, segundo o governo, é para profissionais brasileiros, que têm até quarta-feira para se candidatar.

A saúde no Brasil, assim como na maioria dos países, é regida por diversos fatores, que incluem clima, as necessidades da população e sua interação com o meio ambiente. Mas, é importante garantir atendimento e, para isso, mais profissionais.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias