Envie seu vídeo(11) 4745-6900
domingo 07 de março de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 06/03/2021

Matéria-prima da vacina

11 FEV 2021 - 05h00
A possibilidade de ampliar a vacinação no Estado de São Paulo passa também pela espera de novos insumos para a produção do imunizante.
Nesta quarta-feira, o Estado anunciou a chegada do segundo lote do ano de matéria-prima para a produção nacional da vacina contra o coronavírus, desenvolvida em parceria internacional com a biofarmacêutica Sinovac.
Uma notícia importante, uma vez que a vacinação em todo o País precisa avançar. Só assim será possível conter o avanço da doença.
Os casos de coronavírus ainda continuam preocupando o mundo. Uma segunda onda castiga cidades com mais casos de contaminação.
A chegada da matéria-prima aumenta a esperança de se chegar a uma eficácia importante na luta contra a Covid. Será possível produzir a vacina no Estado.
A carga chegou ao Aeroporto Internacional de Guarulhos às 7h20, trazendo 5,6 mil litros de IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) que permite a produção de 8,7 milhões de doses na fábrica do Butantan. 
Hoje no Brasil, praticamente de cada 10 pessoas vacinadas, 9 estão recebendo a vacina do Butantan, segundo levantamento do governo do Estado. 
Com mais este lote, permite-se mais vacinação. Será possível vacinar mais pessoas de idade, aquelas pessoas que ficam mais expostas ao vírus da Covid-19. 
Assim será possível atender as outras faixas etárias, de pessoas com menos de 80 anos, mas que com mais de 60 anos fazem parte dos grupos mais vulneráveis. Em todo Brasil chegará a vacina da vida.
No último dia 4, o Butantan recebeu um carregamento com 5,4 mil litros de IFA para a produção de 8,6 milhões de doses que começam a ser entregues no final de fevereiro. Após a produção local, as vacinas passam por rigorosa inspeção de controle de qualidade antes da liberação para uso no SUS (Sistema Único de Saúde).
O Alto Tietê fica em compasso de espera, da produção de novas vacinas na tentativa de ampliar a vacinação.
O processo vem sendo realizado todos os dias atendendo as pessoas na lista de prioridade.
O Butantan também já solicitou uma nova remessa de 8 mil litros de IFA para a Sinovac. O objetivo é acelerar ainda mais a produção de novas vacinas na capital paulista.
Até agora, o Governo de São Paulo e o Butantan já entregaram 9,8 milhões de vacinas ao Ministério da Saúde, que coordena o PNI (Programa Nacional de Imunizações). Em janeiro, foram 6 milhões no dia 17, outras 900 mil no dia 22 e mais 1,8 milhão no dia 29. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias