Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 16 de julho de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 15/07/2020
PMMC REALIZAÇOES JULHO
PMMC VACINAÇÃO
PMMC AGASALHO 2020

Milhões de doses

18 JUN 2020 - 23h59
O mundo continua em busca de medicamentos e vacinas para combater a Covid-19.
Nesta semana, conforme reportagem da Agência Brasil, mostrou que a Organização Mundial da Saúde (OMS) espera que centenas de milhões de doses de uma vacina contra a doença possam ser produzidas neste ano e dois bilhões de doses até o final de 2021.
A OMS está elaborando planos para ajudar a decidir quem deveria receber as primeiras doses uma vez que uma vacina seja aprovada, afirmou a cientista.
A prioridade seria dada a profissionais da linha de frente, como médicos, pessoas vulneráveis por causa da idade ou outra doença e a quem trabalha ou mora em locais de alta transmissão, como prisões e casas de repouso.
Há uma esperança e muito otimismo. Mas, não há dúvida, que o desenvolvimento de vacinas é uma empreitada complexa. 
Há também no mundo muitas vacinas e plataformas em andamento.
Cerca de dez vacinas em potencial estão sendo testadas em humanos na esperança de que uma possa se tornar disponível nos próximos meses para prevenir a infecção. Países já começaram a fazer acordo com empresas farmacêuticas para encomendar doses antes mesmo de se provar que alguma vacina funciona.
O desejo por milhões de doses de uma vacina ainda neste ano é tido como otimista.
A esperança é de doses de até três vacinas diferentes no ano que vem, conforme as primeiras informações .
Cientistas afirmam que os dados de análise genética coletados até agora mostraram que o novo coronavírus ainda não passou por nenhuma mutação que alteraria a gravidade da doença que causa.
Segundo especialistas, existem algumas fases de pesquisa clínica necessárias antes que um medicamento ou vacina receba aprovação regulatória. 
A fase 0 estuda como o corpo humano processa uma droga. 
Já a fase 1 identifica efeitos colaterais perigosos e outras preocupações com a segurança, enquanto os ensaios da fase 2 avaliam se o medicamento realmente trata a doença que deveria.
Finalmente, há a fase 3, que compreende testes em larga escala que comparam uma droga ou vacina em com um placebo. Vale destacar que muitos medicamentos nunca chegam a esse estágio final do processo. Portanto, o fato de três vacinas contra a Covid-19 já estarem nessa fase é um sinal promissor no combate à pandemia do novo coronavírus.
Agora é torcer para que os cientistas possam descobrir, o mais rapidamente a vacina para combater e se proteger contra a doença que tem contaminado milhões de pessoas pelo mundo.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias