Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 19 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/10/2020
Pmmc Sarampo Outubro
PMMC OUT ROSA
PMMC MULTI 2020
SOUZA ARAUJO
ÚNICCO POÁ

Multivacinação

04 OUT 2020 - 05h00

A conscientização sobre a importância da vacina é um assunto bastante discutido atualmente. Ela atua na defesa do organismo contra agentes infecciosos e bacterianos.
Doenças como o Sarampo, Meningite, Coqueluche, Hepatite, entre outras, hoje, estão controladas graças ao elevado índice de imunização.
O melhor é saber que o Brasil está entre os países que possuem um serviço de vacinação eficiente.
Na semana passada, o DS trouxe reportagem mostrando que a Secretaria de Saúde de Suzano vai aderir à Campanha de Multivacinação e Vacinação contra a Poliomielite, que será realizada de 5 a 30 de outubro. O objetivo é reduzir o risco de reintrodução do poliovírus selvagem no Brasil e atualizar a situação vacinal dos cidadãos, aumentando as outras coberturas.
O Dia D ocorrerá em 17 de outubro (sábado), das 8 às 16 horas, em todas as 24 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e de Saúde da Família (USFs) da cidade, como forma de contemplar pais e responsáveis que não têm tempo durante a semana.
As vacinas são essenciais para blindar o organismo contra doenças que ameaçam a saúde, em todas as idades.
Doenças altamente contagiosas e bastante comuns no passado – como a Difteria, o Tétano, a Paralisia Infantil, o Sarampo, a Caxumba e a Rubéola – praticamente já não existem mais no Brasil.
Isso se justifica graças ao alto índice de vacinação no País, são mais de 90% das crianças já vacinadas.
Mas, atualmente estes índices estão caindo em virtude dos movimentos anti vacinas.
Esses movimentos têm ganhado força devido à autonomia adquirida pela população para a prática não científica da medicina, baseada em fatos não comprovados, via redes sociais ou sites leigos.
Em Suzano, a meta é alcançar 95% do público-alvo da vacinação contra a poliomielite, que é de crianças menores de cinco anos. Já para a multivacinação, o foco são as crianças e os adolescentes de até 15 anos.
A imunização é a única forma de prevenção contra a poliomielite. Desde 2016, o esquema vacinal passou a ser de três doses da vacina injetável – VIP (2, 4 e 6 meses) e mais duas de reforço com a vacina oral bivalente – VOP (gotinha). A mudança está de acordo com a orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e faz parte do processo de erradicação mundial da pólio.
Segundo dados da Vigilância em Saúde de Suzano, a cobertura se encontra baixa no momento para meningite e HPV (sigla em inglês para Papilomavírus Humano) no público com idade entre 11 a 14 anos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias