Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 24 de novembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/11/2020
PMMC NOVEMBRO AZUL
PMMC MULTI 2020 NOV
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Não será hoje!

15 JAN 2016 - 07h00

Não será hoje que o passageiro de Suzano verá a entrega da nova Estação de Trem da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) em Suzano. A data que o próprio governador Geraldo Alckmin (PSDB) havia sugerido (15 de janeiro - hoje) não será cumprida. Uma pena. O anúncio da data havia gerado grandes expectativas por parte dos passageiros.

As obras da estação estão praticamente concluídas. Quem passa pelo local vê que são poucos os detalhes para que o empreendimento seja entregue.

O secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, também já havia prometido a entrega para o início deste ano.

A nova estação de Suzano será fundamental para a melhoria do sistema de transporte de trens do Alto Tietê.

O sistema ferroviário necessita de mais investimentos. Ainda há muito a ser feito.

Historicamente, o País se afastou dos trilhos nos anos 1950, com o plano de crescimento rápido do presidente Juscelino Kubitschek, que priorizou rodovias. A construção de ferrovias era lenta para fazer o Brasil crescer "50 anos em cinco", como ele queria.

Além disso, o lobby das rodovias foi forte. Desde a era JK, os investimentos e subsídios no setor são grandes, não só para abrir estradas como para atrair montadoras. Outro responsável foi o café, em baixa desde os anos 1930. Ele era transportado principalmente por trens, porém várias empresas férreas faliram com a falta de trabalho. Em 1957, o governo estatizou as companhias ferroviárias. Desde então, o foco é o transporte de carga. Por isso, em 2012, os trens carregam só 3% dos passageiros do País (isso com a inclusão do metrô na conta). Mas, na próxima década, o cenário deve mudar.

Por aqui, além do esforço do Estado em reformar estações, há promessa de mais trens.

Até o final deste semestre serão entregues 31 novos trens nas linhas 11-Coral e 12-Safira. Isso vai permitir à CPTM que o Expresso Leste da Linha 11 siga até a Estação Estudantes, o que elimina a baldeação em Guaianazes e reduz o tempo de viagem.

É importante que o Estado garanta opções de transporte público para a população. O trem, como meio com mais crédito por parte dos passageiros, precisa ser melhorado.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias