Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 15 de julho de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 13/07/2019
PMMC INVERNO
CENTERPLEX HOMEM ARANHA 11 A 17/07/2019
PMMC AGASALHO

Ocorrências criminais

28 MAR 2019 - 23h59
O Estado de São Paulo fechou o segundo mês do ano de 2019 com reduções nos casos e vítimas homicídio e latrocínio, além de diminuição nas ocorrências estupros e todas as modalidades de roubos e furtos.
Os dados foram divulgados na quarta-feira pela Secretaria de Segurança Pública. 
O indicador de vítimas de mortes intencionais também apresentou 11% de diminuição. Foram contabilizadas 219 vítimas em fevereiro deste ano, ante 246 no segundo mês do ano passado – 27 a menos. 
Com as reduções, as taxas dos últimos 12 meses (de março de 18 a fevereiro de 2019) caíram para 6,62 casos e 6,96 vítimas de homicídios a cada grupo de 100 mil habitantes do Estado. Os índices são os menores do período.
O total de boletins de ocorrência de homicídio doloso reduziu 10,5%, passando de 237 para 212, em números absolutos foram 25 a menos. A quantidade é a menor de toda a série histórica, iniciada no ano de 2001.
Os dados de Suzano também foram divulgados. Só para se ter uma ideia, os furtos e estupros lideram o ranking de crimes registrados nas quatro delegacias de Suzano na comparação de fevereiro deste ano com o mesmo mês de 2018, conforme mostrou o DS na edição de ontem.
Em contrapartida, a cidade computou queda no número de ocorrências de homicídio e roubo em geral (pedestres, veículos, cargas). 
A maior quantidade de crimes registrados na cidade foi o de furto. Para se ter ideia, o município contabilizou 298 ocorrências em fevereiro. Em comparação ao mesmo período do ano passado, foram 218, o que representa um aumento de 36,70%.
Os dados estatísticos são importantes porque devem contribuir, de forma direta, para o planejamento de ações da polícia em relação ao trabalho diário.
Os estupros, incluindo de vulneráveis, quando são praticados contra crianças, adolescentes ou portadores de algum tipo de deficiência, tiveram aumento de 60%. Em 2018, o município teve cinco casos notificados nos distritos policiais. Atualmente, o número saltou para oito.
Dados da SSP mostram que a cidade registrou apenas um latrocínio (roubo seguido de morte) no mês referente à pesquisa. No dia 18 de fevereiro, o funileiro Mauricio de Siqueira, 59 anos, foi morto por criminosos no Jardim América, Distrito de Palmeiras. O número é igual ao do ano passado, quando uma pessoa também foi morta durante um assalto. 
Ações de segurança vêm sendo implantadas na cidade com objetivo de reduzir ainda mais os índices criminais. Apesar de a segurança ser responsabilidade do Estado, as prefeituras contribuem com as guardas municipais, reforço na iluminação pública e implantação de câmeras de monitoramento 24 horas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias