Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 05 de dezembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 05/12/2020

Pare, olhe e escute...

17 JAN 2016 - 07h00

Parar, olhar e escutar é sempre prudente quando se está em frente de uma passagem de nível.

O risco de acidente nessas cancelas sempre existe.

Na edição de hoje, o DS traz reportagem especial sobre o assunto.

Mostra as dificuldades dos pedestres e as soluções que estão sendo tomadas na tentativa de evitar o pior: acidentes envolvendo trens de carga.

Para minimizar o risco de abalroamentos e atropelamentos nos cruzamentos com a ferrovia, a América Latina Logística (ALL), maior operadora logística com base ferroviária da América Latina, promove ação simultânea, em 15 municípios nos cinco estados onde a empresa opera, para orientar e conscientizar motoristas e pedestres sobre os cuidados necessários ao atravessar a linha férrea.

Realizada por colaboradores voluntários da ALL com o apoio de agentes de trânsito municipais, a campanha reforça as ações de segurança promovidas pela empresa ao longo do ano e deve beneficiar mais de 10 mil pessoas.

De acordo com o Código Nacional de Trânsito, a linha férrea é sempre preferencial, e transpô-la sem parar é infração gravíssima, sujeita à perda de sete pontos na carteira.

A multa para esta infração é de 175,84 UFIRs (R$ 186,39). Isso porque o trem, ao contrário dos demais veículos, precisa de mais de 500 metros para parar totalmente, mesmo após o maquinista acionar os freios.

As campanhas de conscientização em passagens de nível promovidas pela ALL já atingiram mais de um milhão de pessoas.

Em 2011, foram realizadas 180 campanhas de PN, 102 campanhas contra o Surf Ferroviário e mais de 460 palestras de segurança nas escolas no entorno da linha férrea, contemplando mais de duzentas e quinze mil pessoas.

O objetivo da reportagem especial do DS é tentar iniciar uma discussão sobre o problema.

A situação de quem vive nas proximidades ou precisa atravessar essas passagens de nível, em Suzano, não é muito fácil, como mostra a reportagem especial.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias