Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 02 de junho de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 01/06/2020

Pessoas com deficiência

21 MAI 2020 - 23h59
A Covid-19 apresenta riscos particulares para muitas pessoas com deficiência em todo o mundo. Governos devem dedicar esforços adicionais à proteção dos direitos das pessoas com deficiência enquanto respondem à pandemia.
As pessoas com deficiência estão entre as mais marginalizadas e estigmatizadas do mundo, mesmo em circunstâncias normais, disse Jane Buchanan, diretora adjunta da divisão de direitos das pessoas com deficiência da Human Rights Watch. 
Não há dúvida de que sem uma ação rápida dos governos para incluir pessoas com deficiência em sua resposta ao Covid-19, elas permanecerão em sério risco de infecção e morte a medida que a pandemia se alastrar.
Portanto, junto com a pandemia do novo coronavírus, surgiu também a necessidade de adaptação das ações relacionadas à assistência de pessoas com deficiência. 
O DS trouxe reportagem ontem mostrando que, em Suzano, as secretarias de Saúde, Educação e Desenvolvimento Social moldaram as suas atividades para atender esse público durante a quarentena.
Na pasta da Educação, Suzano está produzindo materiais pedagógicos de forma que atenda os alunos que precisam de material adaptado conforme suas necessidades, tendo como parâmetro as especificidades de cada deficiência.
Além disso o serviço de educação inclusiva que propõe eliminar barreiras na aprendizagem de alunos com deficiência (auditiva, física, visuais e intelectuais) o Atendimento Educacional Especializado (AEE), está realizando atendimentos por meio de chamadas de vídeo com as famílias, dando orientações e ajudando a organizar a rotina das crianças.
Já na Secretaria de Saúde, o atendimento a portadores de deficiência física com mobilidade reduzida segue normalmente no período de pandemia. Esse auxílio é realizado pelas Equipes Multiprofissionais de Atendimento Domiciliar (Emad). Esses profissionais fazem pequenos procedimentos e passam informações e instruções aos cuidadores para que os pacientes acamados tenham mais conforto.
Pessoas com deficiência, chamadas de PcD, muitas vezes, podem ter mais chances de se infectar pelo novo coronavírus por terem dificuldade em seguir as orientações de proteção individual indicadas pela Organização Mundial da Saúde. Segundo a OMS, quanto mais limitada a locomoção e quanto maior a necessidade de cuidado, mais exposta à Covid-19 estará a pessoa.
Há especialistas que alertam que além da impossibilidade de se manterem afastados das pessoas por necessitarem de cuidadores, pacientes com atrofias e distrofias musculares têm coração e pulmão afetados. Qualquer infecção e febre nessas pessoas pode levar a uma piora da doença, aumentando a fraqueza muscular motora, cardíaca e respiratória.
Recentemente, o governo lançou uma cartilha com informações para pessoas com deficiência sobre a pandemia de coronavírus. É uma forma de ajudar neste momento de pandemia.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias