Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 28 de março de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/03/2020
Secretaria de Estado da Saúde Campanha Coronavirus
COVID
CENTRO MÉDICO

Plano hospitalar

28 FEV 2020 - 23h59
A preocupação com o coronavírus é do mundo. Autoridades sanitárias buscam alternativas para prevenção e combate.
Em São Paulo, onde foi confirmado o primeiro caso do País, as autoridades iniciaram um trabalho específico de combate à doença.
O Estado de São Paulo criou o Centro de Contingência do Coronavírus com um plano de ação para atender pacientes com coronavírus que chegarem à unidade.
O plano visa garantir infraestrutura médica, equipes qualificadas e em número suficiente, para que não falte recursos humanos e materiais, caso haja um aumento significativo no número de casos. O modelo de atendimento estará à disposição para ser utilizado por todo o sistema de saúde do país.
O Hospital das Clínicas montou este plano de ação contra pandemias para pacientes que possam ter complicações pelo coronavírus. 
O modelo do HC inclui receber casos graves – de forma referenciada -, realizar os exames diagnósticos, isolar os pacientes considerados suspeitos para coronavírus e oferecer assistência médica de acordo com a gravidade do caso.
O Hospital das Clínicas conta com estrutura para atender pacientes de alta complexidade, que inclui UTI com isolamento de contato e respiratório com pressão negativa, suporte ventilatório de última geração, técnicas de cuidados para pacientes críticos e dependentes de múltiplas especialidades.
Segundo o governo estadual, a rede de hospitais está preparada para atender a população. 
Há serviços e profissionais com alta expertise. O governo afirma que está à disposição para contribuir com o sistema de saúde nacional e, sobretudo, trabalhando para cuidar dos pacientes. 
As lideranças de saúde no Alto Tietê também estão sob alerta máximo.
A situação preocupa, mas, por enquanto, não há motivos para alardes.
Em São Paulo, o HC continuará recebendo apenas pacientes referenciados, ou seja, encaminhados por outros serviços. A população não deve procurar diretamente o hospital, mas buscar atendimento nas unidades de saúde próximas de suas residências, que avaliarão a necessidade de encaminhamento a uma unidade de alta complexidade ou mesmo ao HC.
O objetivo do plano é lidar de forma ágil e organizada com situações nas quais a demanda por atendimento médico-hospitalar possa ultrapassar a capacidade normal de atendimento. Desse modo, prevê a organização de medidas de prevenção, abastecimento, atendimento multidisciplinar e cuidados com seus colaboradores.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias