Envie seu vídeo(11) 4745-6900
sábado 27 de fevereiro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/02/2021

Por eleições limpas

11 SET 2016 - 08h00

O DS mostra na edição de hoje que mais uma entidade de classe, desta vez a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), está sugerindo eleições limpas.

O trabalho da entidade é fazer com que os candidatos, cada vez mais, respeitem as regras eleitorais garantindo ao eleitor a possibilidade de ter acesso às propostas.

Recentemente, a Ordem dos Advogados do Brasil celebrou o Ato Público por Eleições Limpas na Internet. O evento foi apoiado e prestigiado por representantes dos principais partidos políticos do país, empresas de internet, representantes do Congresso e do Judiciário e por instituições da sociedade civil. A campanha tem como objetivo ampliar a qualidade do debate político, evitando ataques pessoais e inverídicos.

A entidade entende que é preciso desenvolver a conscientização da importância da campanha eleitoral nesse momento de festa democrática para discutir ideias e projetos para o país, evitando que no debate político seja diminuído a agressões pessoais, ofensas à honra e inverdades em qualquer veículo.

O momento democrático não pode servir para que imagens e reputações sejam desfeitas com a utilização de práticas irregulares, como o uso de perfis falsos e a abordagem de temas que não são comprovadamente existentes.

A liberdade é regra basilar que todos defendemos. É preciso defender a conscientização da sociedade e dos atores políticos para que a campanha se dê em alto nível, com debate de ideias.

Em Suzano, a sugestão dos candidatos a prefeito assinarem o termo, conforme a OAB, é uma forma de firmarem compromissos com a cidadania. Ao aderir o decálogo (termo), o candidato tem seu nome divulgado no site da OAB-SP, o que vai reforçar os compromissos assumidos.

De certa forma, há uma exigência da sociedade que os candidatos apresentem plataformas eleitorais honestas, verdadeiras e não fantasiosas e que façam propostas que venham atender às verdadeiras e legítimas aspirações das comunidades e coletividades de cada município.

A entidade explica ainda que “são várias novidades na legislação eleitoral para a eleições de 2016, a começar pela proibição de financiamento empresarial e limite de gastos nas campanhas”.

A iniciativa dos advogados é importante. Porque abre aos candidatos assumirem um compromisso ímpar no tocante às eleições deste ano.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias