Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 11 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 10/12/2019

Privatização da CPTM

02 DEZ 2019 - 23h59
O uso do metrô e do trem como principal forma de locomoção cresceu na região metropolitana, segundo pesquisa feita pelo Metrô de São Paulo. As informações são da reportagem na Agência Brasil publicada na em 2018. 
Foram 3,4 milhões de viagens por dia durante 2017, alta de 53%. 
Os trens transportaram 1,3 milhão de passageiros ao dia, um aumento de 55%.
Segundo os dados da Pesquisa de Origem e Destino, a opção pelo ônibus caiu 5% entre os paulistanos, passando de 9 milhões de viagens diárias para 8,6 milhões. A preferência pelo automóvel particular cresceu 9%, chegando a 11,3 milhões de viagens por dia. O crescimento mais significativo nos últimos dez anos foi do táxi por aplicativo, com alta de 424%, alcançando 500 mil de viagens ao dia, aproximadamente.
Na semana passada, o DS trouxe reportagem mostrando que o processo para a privatização das estações de trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) já está sendo realizado pela Secretaria de Transportes Metropolitanos. 
A expectativa é melhorar ainda mais os serviços que, de vez em quando, sofre críticas.
Isso inclui todas as estações da Companhia, inclusive as 12 do Alto Tietê (nove da Linha 11- Coral e três da Linha 12-Safira). 
A Secretaria de Transportes Metropolitanos informou ao DS que está confirmada a concessão das estações do sistema metroferroviário para iniciativa privada, de acordo com sua viabilidade e características, visando aprimorar a exploração dos espaços de cada uma para atrair os investidores. Investimentos previstos na ordem de R$ 3 bilhões serão realizados nestas concessões, que se dará no segundo semestre de 2020. Em contrapartida, os passageiros receberão melhorias como itens de acessibilidade, conforto e comercialização legal de serviços e produtos.
A pesquisa mostrou que o aumento no número de viagens foi maior que a expansão populacional. Em 2007, eram 19,5 milhões de habitantes na região metropolitana, e passou a 20,8 milhões uma década depois, salto de 7%. A quantidade de viagens diárias, por sua vez, cresceu 9%, aumentando de 38,1 milhões para 41,3 milhões.
Veículos motorizados como carros, motocicletas, ônibus, trens e metrô foram o meio de transporte de 68% da população, enquanto o restante utilizou bicicleta ou andou a pé. Foram feitas 28,2 milhões de viagens motorizadas, sendo 15,3 milhões em transporte coletivo e 12,9 em automóveis particulares. Entre os não-motorizados, 12,9 milhões fizeram seu trajeto a pé e 400 mil de bicicleta.
Na reportagem que o DS publicou, na semana passada, mostrou que das 94 estações da CPTM, 66 são acessíveis. Das restantes, 12 estações são tombadas pelo patrimônio histórico e, por isso, o projeto de adaptação precisa ser aprovado também pelos órgãos de preservação.
Para as estações que ainda não têm acessibilidade, a companhia disponibiliza transporte em veículos adaptados para a estação acessível mais próxima. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias