Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 30 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 30/10/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC OUT ROSA
PMMC COVID VERDE
Pms Coronavírus - Fase Verde
Pmmc Sarampo Outubro

Procon: vendas de Natal

18 DEZ 2015 - 07h00

O final do ano é o período propício para alavancar as vendas no comércio. Apesar de a crise existir com fechamento de postos de trabalho, redução na produção da indústria e a expectativa de elevar as vendas sempre é positiva.

As vendas de Natal é um exemplo. As lojas de diversos setores ficam esperançosas em garantir, aumento ou, pelo menos, manter o movimento.

Mas, é preciso evitar abusos, por parte dos comerciantes. Entra então o Procon que tem fiscalizado as vendas nos comércios.

Somente no Estado de São Paulo, o órgão atuou 377 estabelecimentos na 1ª etapa da Operação Natal. Essa fiscalização serve, sobretudo, para que se evitem abusos nos preços de produtos natalinos, principalmente.

Ao todo, foram fiscalizados 1.151 estabelecimentos das 41 cidades localizadas nas áreas de atuação das regionais.

Durante os dias 30 de novembro e 10 de dezembro, o Procon-SP realizou a 1ª etapa da Operação Natal 2015.

Só para se ter uma ideia, entre as irregularidades encontradas estão a falta ou inadequação de preços nos produtos; a falta de validade ou validade vencida; a ausência do Código de Defesa do Consumidor ou sua colocação em local não visível, entre outras.

Ao todo, foram fiscalizados 1.151 estabelecimentos das 41 cidades localizadas nas áreas de atuação das regionais de Bauru, Campinas, Santos, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Sorocaba. Os Procons Municipais de Piracicaba e São José dos Campos também participaram da fiscalização.

Em comparação com as outras localidades, São José do Rio Preto foi a região com o maior percentual de autuações: 56,48% das empresas fiscalizadas. Bauru 37,39% e São José dos Campos 36,06%. O menor percentual de autuações foi em Santos 13,76%.

O valor da multa, que varia entre R$ 555,58 a R$ 8.333.927,79, será calculado de acordo com a infração cometida e a receita de cada empresa. As unidades autuadas ainda poderão recorrer.

As vendas de final de ano são importantes. Mas, é preciso que o comércio não aproveite o momento para cometer abusos. Somente assim, com preços condizentes, é que tanto o consumidor como o comerciante vão sair satisfeitos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias