Envie seu vídeo(11) 4745-6900
terça 13 de abril de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 11/04/2021

Produto Interno Bruto

05 MAR 2021 - 05h00
PIB é a sigla para Produto Interno Bruto, que, em linhas gerais, é um indicador econômico bastante utilizado. Representa a soma de todos os bens e serviços produzidos em uma área geográfica em um determinado período (podendo ser um ano ou um trimestre). Sendo assim, o PIB representa a dinâmica econômica do lugar, apontando o possível crescimento da economia.
A preocupação com a queda do PIB, das riquezas dos municípios, fica mais acentuada à medida em que crescem os casos de Covid-19 e as medidas de restrições aumentam com a paralisação de uma boa parte dos setores econômicos.
Nesta semana, o Estado anunciou que o Produto Interno Bruto (PIB) de São Paulo manteve o crescimento no ano de 2020, considerado o mais difícil da história recente em razão dos reflexos negativos da pandemia do coronavírus. 
De acordo com cálculos da Fundação Seade, o PIB do Estado de São Paulo registrou crescimento de 0,4%, resultado que demonstra os esforços e a correta condução das políticas econômicas pelo Governo de SP.
Os números podem ser considerados positivos, mas é importante garantir meios para que a economia possa se restabelecer.
Enquanto o PIB do Brasil recuou 4,1%, o do Estado de São Paulo avançou positivamente 0,4%. 
O crescimento econômico, em meio à pandemia que devasta o País, é um sinal de força da economia do Estado de São Paulo.
Se fosse um País, São Paulo estaria ao lado de raras nações a não registrar desempenho negativo no período marcado pelos efeitos da pandemia. 
A economia mundial recuou em média 3,5% em 2020, segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI). Todas as maiores economias, inclusive Estados Unidos e as da União Europeia, registraram retrações entre 3,5% e 7%. 
O PIB do Brasil recuou 4,1%, o pior desempenho desde 1990.
O resultado positivo de São Paulo é reflexo de uma série de ações do Governo de SP na atração de investimentos e promoção do crescimento. 
O estado já havia registrado crescimento bem acima da média nacional em 2019, com 2,2% pontos enquanto o Brasil registrou 1,4%. 
O desempenho possibilitou ao Estado maior robustez para enfrentamento dos piores momentos da crise e uma recuperação rápida com curva em V.
Há ainda muitas incertezas de como recuperar a economia e se isso será possível.
Neste momento, as prefeituras - incluindo as do Alto Tietê - buscam garantir as medidas restritivas para que a pandemia passe e a economia possa voltar melhor.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias