Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 16 de julho de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 15/07/2019
PMMC AGASALHO
CENTERPLEX HOMEM ARANHA 11 A 17/07/2019
PMMC INVERNO

Projeto Infarto

20 FEV 2019 - 23h59
As doenças cardiovasculares são líderes em morte em todo o mundo e, dentre elas, o Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) é a principal causa. Segundo o Departamento de Informática do SUS (Datasus), agência de controle de dados do governo, foram registrados 2.028 óbitos por essa doenças no estado de São Paulo apenas em agosto de 2013.
Em artigo publicado no site Minha Vida, o cardiologista Bruno Valdigem esclarece que a dor no peito não é o único sinal de infarto e que as pessoas devem estar alertas a outros sintomas. Na matéria, o site também disponibiliza uma série de vídeos com dicas de especialistas no assunto.
A mortalidade hospitalar por infarto agudo na internação tem números elevados, e é ainda maior quanto mais demorado o tempo entre o começo dos sintomas e o atendimento final. Entre os fatores de risco, está a obesidade, hipertensão, colesterol alto, estresse, diabetes ou infartos anteriores. Homens na meia idade e mulheres após a menopausa são os mais afetados pelo problema.
A dor do IAM é uma sensação mal definida, surda, que pode se alojar em qualquer local entre o lábio inferior e a cicatriz umbilical. Ainda que a maioria das pessoas sinta dor no meio do peito, em aperto, espalhando para o braço direito, vemos com muita frequência apresentações menos características.
Nesta semana, o DS trouxe reportagem mostrando que profissionais de saúde da rede pública de Suzano e região vão receber uma nova capacitação para atender pacientes que estejam passando por um infarto. O 'Projeto Infarto' será realizado através de uma parceria entre o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) e a Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp).
O objetivo do projeto é reduzir a taxa de mortalidade por infarto durante os primeiros atendimentos nos setores de emergência dos hospitais públicos.
O projeto é voltado aos profissionais que trabalham nas emergências, e funciona por meio de palestras e treinamentos nos hospitais. A ação é iniciada com um plano de avaliação e reciclagem dos médicos e enfermeiros dos hospitais. Uma equipe de cardiologistas da Socesp realiza palestras e treinamentos para o diagnóstico correto dentro do tempo necessário. É importante que o projeto seja desenvolvido e alcance seus objetivos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias